Com o aumento do fluxo de turistas nas férias de inverno, a Direção Nacional de Migração (DNM) da Argentina havia se comprometido a reforçar os controles migratórios e buscar estratégias que acelerassem a travessia. Agora, pouco tempo depois, já se pode observar a movimentação das obras na fronteira entre Brasil e Argentina.

A Ponte Tancredo Neves, popularmente conhecida como Ponte da Fraternidade, receberá novos postos de controle – que possibilitariam a divisão das filas e consequentemente, acelerariam o processo. O objetivo é facilitar a entrada dos turistas no país. Estima-se que 50% desses visitantes acabam desistindo do passeio em razão das longas filas.

A Argentina, que enfrenta uma grave crise econômica, procura soluções para manter o fluxo de turistas e incentivar a entrada das moedas estrangeiras. Os turistas beneficiam Puerto Iguazú de diferentes maneiras, mas o setor que mais lucra com os visitantes é o comércio.

Comentários

Deixe a sua opinião