100fronteiras, 100% trinacional

Nos anos 2000 havia muitos debates na Tríplice Fronteira (Argentina-Brasil-Paraguai). A questão da cidadania estava aflorada naquele momento e surgiram algumas vozes sugerindo que retirassem as aduanas das cabeceiras das pontes, para que aqui vivêssemos em um experimento do Mercosul único no mundo de integração trinacional. 

Viver sem a burocracia das fronteiras. Era possível? Talvez era. Mas por diversos motivos como constituições federais, interesses políticos e empresariais, além dos próprios entraves burocráticos, não foi possível seguir com esse projeto.

Perpetuou-se o ideal de não ter fronteiras, fazer dessa região um único lugar, com muitas possibilidades em fazer novos amigos, constituir famílias, negócios transnacionais, mistura de culturas, mistura de sabores. E isso foi possível, não de forma oficial, sem fronteiras físicas, mas em forma de propósito de vida. 

Um casal, formado por um gaúcho de família de imigrantes e uma paraguaia, apaixonados pela fronteira, viram a necessidade de integrar os três países e criaram a 100fronteiras, uma marca trinacional.

As fronteiras físicas permanecem, mas a fronteira da informação, do turismo e da diversidade vem sendo rompida. A missão é lembrar, a todo momento, que devemos estar integrados: argentinos, brasileiros e paraguaios. 

E se ainda haviam dúvidas da importância dessa integração, a pandemia mostrou claramente porque viver 100fronteiras é importante: pois qualquer cidade da tríplice fronteira, separada da outra, não sobrevive. A pandemia nos mostrou como somos sem brilho sozinhos, sem interesse turístico e sem interesse econômico, e também nos fez ver a importância de estarmos com as famílias e amigos que se dividem nos três países. 

Divididos não somos nada, nosso brilho existe quando somos 100fronteiras.

O Grupo 100fronteiras

O Grupo 100fronteiras é uma organização de mídia focada na produção diária de jornalismo local, por meio do Portal 100fronteiras.com, e mensal por meio da Revista 100fronteiras, que está no mercado trinacional (Brasil, Paraguai e Argentina) há mais de 16 anos.

Além da experiência com a produção jornalística, o 100fronteiras tem expertise na produção de eventos de experiência e criação customizada de conteúdos pagos (Brand Content).

UMA NOTA EM NOSSO NOME

A escolha pelo nome 100fronteiras está vinculada ao fato de que a Tríplice Fronteira comporta diversas etnias e tem uma característica trinacional, com a união dos povos, além do objetivo de não criar fronteiras entre os três países. Então 100fronteiras foi criada com essa ideia de ser multicultural. E o fato de usar o 100 numeral surgiu da ideia de que a pronúncia pode ser feita e entendida tanto em português como em espanhol, os dois principais idiomas da fronteira.

Nossa História

Em 2005 o casal Carlos e Lilian Grellmann deram início ao sonho de ter em Foz do Iguaçu-PR uma mídia local impressa. Com isso, em outubro daquele ano foi ao ar a primeira edição da Revista 100fronteiras, que já nasceu visionária, focada na produção de conteúdo local da Tríplice Fronteira, que abrange as cidades de Foz do Iguaçu (BR), Puerto Iguazú (AR) e a região metropolitana de Ciudad del Este (PY).

Ao longo dos anos a Revista 100fronteiras ganhou diversos prêmios estaduais se destacando por conteúdos e design gráfico. Também conquistou credibilidade entre os leitores locais e ganhou projeção nacional ao se tornar associada da Associação Nacional de Editores de Revista (ANER) e incluir as edições da revista nas principais plataformas digitais do país e do mundo: GoRead, Revistarias, Edicase, Bancah, Ubook e Pressreader.

Depois de mais de 16 anos de revista impressa com circulação mensal ininterrupta, em agosto de 2021, a Revista 100fronteiras se tornou o Grupo 100fronteiras, validando o trabalho com o jornalismo local de qualidade, a expertise em produzir eventos de experiência e o diferencial de ser uma mídia credível que empodera empresas e empresários e apresenta um jornalismo positivo sobre a Tríplice Fronteira.

O 2021 foi muito importante para o Grupo 100fronteiras. Conquistamos o 1º Lugar no 1º Prêmio Faciap de Jornalismo. Fizemos um rebranding da nossa marca e atualizamos o layout da revista impressa. Crescemos em mais de 1200% nossa audiência no Portal 100fronteiras.com e nos tornamos referência nacional sobre jornalismo local, participando do 16º Congresso da Abraji, onde apresentamos nosso trabalho na mesa Jornalismo Local Sustentável: como redações locais estão aprendendo e transformando os seus negócios.

Após isso, fomos citados no blog do Meta Journalism Project falando sobre a experiência com os cursos de Jornalismo Local da Abraji e também fomos um dos veículos de comunicação citados no site da Abraji em uma reportagem sobre o jornalismo que nasce da crise e se espalha pelo Brasil.

Atualmente, além de fazermos parte da ANER, também estamos na AJOR (Associação de Jornalismo Digital), uma associação patronal inserida no contexto de um ecossistema em constante ampliação e diversificação, que atua nas áreas de profissionalização e fortalecimento das associadas, defesa do jornalismo e da democracia e diversidade.

Nossa Redação

A nova redação do Grupo 100fronteiras adotou a gestão horizontal que consiste em todos os colaboradores trabalharem no mesmo ambiente, separados em quatro nichos de mesas. Assim, desde o estagiário até o CEO do grupo, todos ocupam o mesmo espaço e trocam informações de forma livre.

O nome escolhido foi Redação Alberto Santos Dumont – uma homenagem ao pai da aviação e grande inventor – que além de ser um brasileiro muito notável na sua época, também foi o responsável por tornar as Cataratas do Iguaçu um patrimônio público. Nossa admiração pelo aviador está estampada na fachada de nossa sede.

Nosso espaço hoje é colorido e dinâmico com elementos visuais que contribuem para a criatividade e deixam o ambiente aconchegante e acolhedor. Há três TV’s que mostram notícias nacionais e os dados do Portal 100fronteiras.com em tempo real. Uma soma elementos que resultam em uma das maiores e mais inovadora redação do Brasil, tanto em ambientação como em equipe.

Nossa Equipe

Lilian-Grellmann

Lilian Grellmann

DiretoraGeral

É jornalista, empresária, influencer, colunista social e diretora-geral do Grupo 100fronteiras. Também é formada em Direito e uma das idealizadoras da Revista 100fronteiras, fundada há mais de 15 anos em Foz do Iguaçu/PR. É diretora voluntária da Associação de Mulheres do Turismo de Foz do Iguaçu (Amutur/Foz) e diretora de Relações Públicas de Foz do Iguaçu e região da Tríplice Fronteira da Febracos (Federação Brasileira de Colunistas Sociais).

Carlos-Grellmann

Carlos Grellmann

Redator-chefe

Tem formação como técnico em Contabilidade, curso básico de Teologia, licenciatura curta em Estudos Sociais, licenciatura plena em História. Também é formado em Direito com pós-graduação em Processo Civil. Entre outros cargos na comunidade, foi vereador de Foz do Iguaçu/PR por dois mandatos (1988 a 1996), sendo vereador constituinte e relator da Lei Orgânica do Município. Ocupou ainda a vice-presidência na gestão 1989-1990. Também foi professor por vários anos no antigo Colégio São Luiz, assessor parlamentar, diretor parlamentar e chefe do antigo Promopar. É um dos idealizadores da Revista 100fronteiras e atual chefe de Redação do Grupo 100fronteiras. Atualmente é suplente do Conselho Fiscal da ANER (Associação Nacional dos Editores de Revistas). Gosta de ficar sozinho e filosofar sobre a vida.

Denys-Grellmann

Denys Grellmann

Publisher

É iguaçuense e jornalista desde 2013. Possui Master em Jornalismo: Gestão Estratégica e de Marcas pelo ISE Business School e Universidad de Navarra, da Espanha, e MBA Executivo em Liderança e Desenvolvimento Territorial pela UniAmérica. Atualmente é publisher do Grupo 100fronteiras e coordenador nacional da Comissão de Editores Locais da ANER (Associação Nacional de Editores de Revistas).

Evelin-Fretes

Evelin Fretes

Atendimento

Formada em Turismo pela UDC em 2014, atualmente é responsável pelo atendimento do Grupo 100fronteiras, além de ser executiva de contas. É apaixonada em viajar, conhecer novos lugares, novas culturas. Curte ficar ao ar livre e caminhar. Gosta de fazer amizade e conhecer novas pessoas.

Annie-Grellmann

Annie Grellmann

Analista de SEO e Jornalista

É iguaçuense e jornalista formada pela UDC em 2016. Autora do livro “Os Abandonados da Guerra do Chaco”, que também foi tema de seu trabalho de conclusão de curso. Annie ama viajar e já conheceu mais de 20 países. Ela também gosta de livros, séries e filmes. Anualmente assiste a todos – ou quase – os filmes concorrentes à estatueta do Oscar.

Patricia-Buche

Patrícia Buche

Jornalista

Formada em Jornalismo pela UDC em 2015 e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas pela Unila. Atualmente é jornalista e coordenadora editorial do Grupo 100fronteiras. Recentemente conquistou, pela 100fronteiras, o primeiro lugar estadual no 1º Prêmio Faciap de Jornalismo. Ama contar histórias e estar com a família.

Thaynara-Pagno

Thaynara Pagno

Jornalista

Estudante de Jornalismo na UniAmérica e estagiária na 100fronteiras. Aprecia séries, livros, viagens, plantas e café da manhã.

fernanda-fioravanti

Fernanda Fioravanti

Produto

Graduada em Letras Português e Espanhol como Línguas Estrangeiras e estudante de Design Gráfico pela EBAC. Usa sua curiosidade para buscar novos conhecimentos, adora viajar e passear por novos lugares e criar artes (desenhando, pintando e tatuando).

Menções que nos dão orgulho

Clique sob as matérias para ler mais!

Nome
Sobrenome

Precisa de mais ajuda?