As aduelas que compõem o tabuleiro da Ponte de Integração estão a apenas 17 metros de se encontrarem, conforme indicado pelo o engenheiro Pánfilo Benítez, assessor especial da Diretoria de Coordenação Margem Direita da Entidade, que acompanha de perto as obras de engenharia na área.

Com um avanço de mais de 90%, a obra já conta com 18 aduelas no lado brasileiro, e 17 no lado paraguaio.

O engenheiro Benítez explicou que a união completa da megaestrutura ocorrerá antes do mês de setembro e a conclusão total da Ponte da Integração ocorrerá no último trimestre do ano.

As aduelas são peças mistas pré-fabricadas (metal e concreto) que dão forma à via da ponte. A colocação destas estruturas iniciou-se em outubro de 2021, iniciando-se assim o chamado avanço livre na zona central da nova passagem fronteiriça. No total, devem ser colocadas 37 aduelas metálicas, 18 em cada margem do Rio Paraná e uma no centro (unirá as duas extremidades).

Ponte da Integração
Foto: Itaipu Binacional PY.

Cada peça, pré-fabricada no campo de trabalho, pesa 95 toneladas e tem 11,90 metros de comprimento e 19,90 metros de largura. A aduela de junção terá 5,40 metros de comprimento e 19,90 metros de largura. Eles são integrados à superestrutura por meio de soldas especiais e apoiados pelos cabos de sustentação; além de ser complementado com concreto.

A ponte terá 760 metros de comprimento e um vão-livre de 470 metros – o maior da América Latina. Serão duas pistas simples com 3,6 metros de largura, acostamento de três metros e calçada de 1,7 metro nas laterais.



Comentários

Deixe a sua opinião