Há alguns meses ouve uma polêmica em torno do Bosque dos Macacos, na qual a região estava sendo desmatada. Agora, Foz do Iguaçu está criando uma unidade de conservação no Bosque dos Macacos, localizado no Jardim Ipê. Essa decisão permitirá que o município transforme o bosque em um parque municipal.

Para isso, uma audiência pública entre poder público e comunidade definiu a criação desse espaço, que atualmente é conhecido por problemas ambientais, especialmente pelo acúmulo de lixo.

De acordo com presidente da associação de moradores da região, há mais de 20 anos a comunidade luta por melhorias no local. “Os moradores na verdade tentam fazer limpeza do local, mas tem o vandalismo, até a comida para os animais fica a mercê. Ai ocasiona esse lixo todo”, explicou ele. O bosque possui cerca de 30 mil metros quadrados e novas áreas serão anexadas, conforme decreto publicado no diário oficial da prefeitura na última quarta-feira (11).

A futura unidade de conservação deverá integrar o circuito de atrativos naturais de Foz do Iguaçu e contar com trilhas ecológicas, mobiliário urbano e centro de visitantes. A comunidade de Foz do Iguaçu luta há mais de 20 anos por melhorias na região.

Esse documento destaca ainda, com o objetivo de beneficiar a comunidade, a aquisição de sete terrenos próximos ao bosque, totalizando uma área de 3,4 mil metros quadrados. Além disso, uma área pertencente à prefeitura será adicionada ao local.

Na audiência também foi discutida a criação de outras unidades de conservação na cidade, uma área na Vila C e outra no Orto.

Com informações do G1

Comentários

Deixe a sua opinião