banner-foz-itaipu-foz

O aparecimento de um escorpião dentro de casa pode preocupar muito os moradores, por ser um animal peçonhento, ou seja um animal que produz veneno. Nesses últimos tempos, houve também relatos do aparecimento de escorpiões, até mesmo na casa de quem vos escreve apareceram três apenas neste ano.

Então, o que deve ser feito quando for encontrado um escorpião dentro de casa? Conversamos com Igor da Silva Batista, coordenador do setor de educação em saúde e mobilização social, que trabalha em conjunto com Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) em Foz do Iguaçu, confira.

100f: Quais são os escorpiões mais comuns aqui da região, que entram nas casas?

Igor da Silva: Aqui em Foz o CCZ já identificou algumas espécies, as mais comuns são:  

  • Tityus serrulatus;
  • Tityus confluens;
  • Tityus trivittatus;
  • Tityus costatus;
  • Bothriurus sp.

Sendo os quatro primeiros os mais perigosos, porém todo escorpião pode gerar algum tipo de risco para a saúde humana. 

100f: Como acontece a proliferação do escorpião?

Igor da Silva: Os locais ideais para o estabelecimento e procriação dos escorpiões são os locais de fácil acesso e abundância de alimentos. Os alimentos preferidos dos escorpiões são os insetos, e na área urbana, as baratas.

Além disso, o escorpião Tityus serrulatus, conhecido como escorpião amarelo, faz partenogênese, ou seja, a fêmea não precisa do macho para procriar. Por isso, é muito comum que quando um desses for encontrado, provavelmente vão ter outros no local.

Tityus serrulatus, conhecido como escorpião amarelo. Foto: Instituto Butantan

100f: Quais os lugares mais comuns dentro de casa que esses animais ficam?

Igor da Silva: Os locais mais comuns que eles se alojam são em entulhos, tijolos, na rede de esgoto e em encanamentos.

100f: Tem alguma forma de prevenir essa disseminação?

Igor da Silva: Mantenha limpos os quintais, jardins e terrenos baldios, não acumulando entulho e lixo doméstico; 

  • Apare a grama dos jardins e recolha as folhas caídas; 
  • Vede soleiras de portas com saquinhos de areia ou friso de borracha, coloque telas nas janelas, vede os ralos de pia, tanque e de chão com tela ou válvula apropriada; 
  • Coloque o lixo em sacos plásticos, que devem ser mantidos fechados para evitar o aparecimento de baratas, moscas e outros insetos, que são o alimento predileto das aranhas e escorpiões; 
  • Examinar roupas, calçados, toalhas e roupas de  cama antes de usá-las. 

Orientamos também que, além das medidas básicas para sanidade dos ambientes, seja dada atenção especial para vedação de ralos provenientes das tubulações subterrâneas das residências, por se tratar da principal porta de entrada de escorpiões ao interior das moradias (baseado no histórico das situações registradas pelo CCZ em Foz do Iguaçu).

E para evitar escorpiões, o uso periódico de inseticidas não é considerado uma prática eficiente de controle. A aplicação desses produtos tem efeito apenas temporário e também pode, além de não matar, causar irritação nos escorpiões, levando-os a sair de seus esconderijos. 

100f: O que deve ser feito se um escorpião foi encontrado dentro de casa? Além de acionar o CCZ?

Igor da Silva: Ao se deparar com um escorpião é importante não tentar manejar o animal para outro local, o ideal é matá-lo, já que essa é uma forma de controle do animal. 

100f: Se eu for picado por algum escorpião, o que devo fazer?

Igor da Silva: A pessoa precisa procurar imediatamente uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), se possível levar o escorpião (morto) ou uma foto, mas essa ação não pode atrasar a ida a UPA. 

100f: Escorpiões podem machucar também animais de estimação, como gatos e cachorros?

Igor da Silva: Podem acontecer acidentes com pets também, sua picada podendo levar a morte. Por isso, fique de olho em seu animalzinho, e caso ele seja picado é necessário procurar um médico veterinário imediatamente.

100f: Quais outros animais devemos tomar cuidado dentro de casa?

Igor da Silva: Além dos escorpiões, devemos tomar cuidado com as aranhas, principalmente a Aranha Armadeira, as lagartas de fogo (Megalopyge lanata) e as cobras. Em todos esses casos é interessante acionar o CCZ para o manejo e repassar as devidas orientações.

Para entrar em contato com o CCZ, os telefones são:

(45) 3524-5838 (Fixo)

(45) 99997-4448

Diálogos 100fronteiras

3 Comentários

Deixe a sua opinião