Menos de um mês após firmarem parceria, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e o Grupo Sarabia já iniciaram a agenda de atuação conjunta para o desenvolvimento de soluções para o Agronegócio brasileiro e paraguaio.

Na última quinta-feira, 29, representantes das instituições, técnicos, startups, além dos diretores do PTI-BR Rodrigo Régis (Negócios e Inovação) e Rafael Deitos (Técnico), reuniram-se no 1º Workshop Tecnológico de Inovação Aberta, realizado no espaço Milton Santos, no PTI.

Durante o encontro, foram apresentadas soluções tecnológicas do Ecossistema de Inovação do Parque para técnicos das empresas Tecnomyl e Agrofertil – que compõem o Grupo Sarabia. Os profissionais puderam conhecer e esclarecer dúvidas sobre iniciativas voltadas para o agronegócio, desenvolvidas por empresas incubadas e condôminas e pelos Centros de Competência do PTI.

Foto: Kiko Sierich/PTI.

Foram apresentadas soluções relacionadas ao rastreamento utilizando tecnologia blockchain, georreferenciamento para tomada de decisão, estações meteorológicas de baixo custo e outras tecnologias derivadas de internet das coisas (IoT).

O movimento de aproximação do grupo paraguaio com o Parque Tecnológico vai ao encontro de uma tendência mundial para grandes empresas: a inovação aberta. Por mais consolidada e experiente que uma grande companhia seja, nem sempre é possível reunir as melhores condições, os melhores profissionais ou as melhores ideias para inovar sozinha. Desta forma, às vezes é preciso buscar “fora” alternativas para criação de novos produtos e serviços ou melhoria dos produtos e serviços já existentes, visando a atualização tecnológica e aumento de competitividade no mercado.

Para o diretor de Negócios e Inovação do PTI, Rodrigo Régis, essa parceria consolida a atuação do Parque como vetor de promoção do ecossistema de inovação da região.

Ainda de acordo com Rodrigo Régis, a cooperação consolida o papel do Parque Tecnológico vetor de desenvolvimento da região.

“O Parque Tecnológico Itaipu está a serviço de Foz do Iguaçu e da Tríplice Fronteira. A partir do momento que uma grande empresa nos procura com foco em investir no desenvolvimento de tecnologias vendo os ativos intelectuais e tecnológicos que temos, isso soma muito a nossa organização porque esse é o papel do PTI”, finalizou Régis.

Já o head de inovação do Grupo Sarabia, Felipi Sarabia, destacou a sinergia entre as empresas. “Acredito que esse nosso primeiro workshop mostra que estamos no caminho certo para o desenvolvimento de tecnologias para a agricultura 4.0 e que terão um grande impacto no setor”, pontuou Felipi.

A próxima etapa da parceria vai contemplar novos encontros para discussões, utilizando a técnica de Design Thinking, para entender as demandas específicas do Grupo Sarabia e de como as soluções do PTI podem atuar nesse sentido.

Rodrigo Régis. Foto: Kiko Sierich/PTI.

Parceria

No início de outubro, a Parque Tecnológico Itaipu e o Grupo Sarabia formalizaram parceria, realizada em solenidade restrita, no PTI. O Grupo Sarabia somou-se como empresa âncora ao ecossistema do Parque, juntando-se a startups, instituições de ensino e aos centros de competência da instituição. A expectativa é que, inicialmente, seja investido aproximadamente R$ 1 milhão no desenvolvimento de produtos e serviços que contribuirão com o aumento da competitividade do agronegócio dos dois países.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião