Foto: Assessoria.

O tráfico de pessoas parece um crime distante da nossa realidade, mas está mais perto do que podemos imaginar.

Para debater esse assunto tão relevante em um mundo globalizado como o nosso – ainda mais para quem vive em uma região de fronteira –, a Câmara Técnica de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de Foz do Iguaçu convida para as lives “Tráfico humano: pessoas não são mercadorias”.

O evento é uma realização da Câmara Técnica de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de Foz do Iguaçu com apoio da Itaipu e coordenação da Cáritas Foz do Iguaçu e Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (Idesf).

O primeiro encontro será na quarta-feira (7), às 19h, com Marco Aurélio de Sousa, secretário executivo do Projeto Resgate Brasil. No dia 14 de outubro, quem comanda a conversa é Silvia Cristina Xavier, coordenadora do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da Secretaria Estadual da Justiça, Família e Trabalho.

Acesse as lives pelo Instagram, usuário @trafico.pessoas.

Não é preciso inscrição prévia.

A participação é gratuita.

Denuncie situações de tráfico de pessoas pelo Disque 100, 180 ou 181. Sua identidade será mantida em total sigilo.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião