No dia 09 de março a Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu anunciou em seus canais de divulgação que uma nova empresa iria assumir o Transporte Coletivo de Foz a partir do dia 13 de março (domingo). E assim foi. A empresa responsável pelo transporte, Viação Santa Clara, passou a operar com 66 ônibus, sendo 20 com ar-condicionado, e todos com wi-fi. Mas terminou a semana com 72 ônibus, sendo 26 ônibus com ar-condicionado.

A prefeitura também destacou que não haveria alterações de horários, mas que haveriam alterações nas rotas para que o tempo de circulação fosse reduzido, além de evitar superlotações no veículos.

Mensagem divulgada pela página da Prefeitura no Instagram.

Acontece que na prática não foi bem assim. Durante toda a semana os usuários do transporte, assim como as pessoas que viam os ônibus passando, puderam presenciar as superlotações, principalmente nos horários de pico.

Eu conversei com algumas pessoas que esperavam os ônibus no ponto em frente a Secretaria da Fazenda, no centro de Foz, e muitos relataram a superlotação e os atrasos nos horários. Além disso, a confusão com a cor dos ônibus, além da falta de letreiros na identificação dos veículos gerou transtorno nas pessoas que esperavam o transporte no ponto do centro.

Transporte Coletivo Foz
Ônibus sem letreiro eletrônico, apenas com uma folha A4 para identificar a linha.

Já moradores do bairro Três Lagoas explicaram que antes de mudar a empresa, haviam dois ônibus por horário que faziam as linhas da manhã no bairro (200, 245, 225 e Interbairros), assim, comportando todos os passageiros e evitando a superlotação. No entanto, nesta primeira semana, passaram apenas um ônibus por horário e em alguns dias passaram com atraso, o que fez muitas pessoas migrarem de uma linha para a outra, superlotando o transporte nos horários de pico.

ônibus lotado em Foz do Iguaçu
Situação da linha 200 na manhã de sexta-feira (18) no horário das 8h30.

Conversei com uma usuária do transporte, Marcia Gomes, que comentou que pega o ônibus Três Bandeiras. Segundo ela, a primeira semana foi bem complicada. “A Linha 250 sempre está atrasada, pego pela manhã, era para passar sete e vinte, mas tem passado quase oito e nem sempre tem letreiro. Semana passada peguei dois para voltar, um chegou estragado no Terminal, o outro estava estragando no meio do caminho, não passava da segunda marcha. Uso às vezes o 320 para ir para casa a tarde, mas também vem atrasado meia hora ou até mais”.

Mesma situação de quem pega o Interbairros. Janete Jane explicou que o “ônibus Interbairos das sete horas sentido Vila C não está passando. Meu filho ficou das sete horas até as nove esperando o tal do Interbairos, que chega super lotado e faz com que ele chegue atrasado no trabalho”.

Outra usuária do transporte bastante indignada é Adriana Thomasini. “Sabe existe um ditado que diz: ‘nada está tão ruim que não possa piorar!’ Veio o novo transporte em Foz, eu achando que íamos ter paz, mas não. Outro dia saí do serviço e fui para o ponto às 18h, cansada, estressada e com fome. Simplesmente fiquei até as 20h15, ou seja, duas esperando ônibus. Um absurdo, achei um desrespeito com o povo. Agora vem ônibus sem letreiro, atrasado e os motoristas coitados (alguns) tem que chegar no ponto e gritar qual ônibus ou linha é. Gente, que mundo vivemos? Pagamos quase cinco reais a passagem pra andar nesses ônibus horríveis, hiper mega lotados, fora que vem a hora que querem. Simplesmente se sentindo, indignada com essa situação. Cadê os responsáveis pra ver isso ou andar com nós uma volta que seja?!”

Lívia Freire também reclamou dos atrasos nas linhas 315 e 335 (Primeiro de Maio e Morumbi). “Antes de mudar a empresa eu pegava o ônibus às 18h15 pra ir pra faculdade, mas na semana passada passou depois das 18h30, e com isso eu cheguei atrasada na aula. No entanto, o ônibus naquele horário não estava lotado. No Terminal eu pego o 120 (Parque Nacional) e ele vai enchendo no caminho, mas o 120 que vem do Parque Nacional pro centro é bastante lotado”.

Recarga do cartão

Na última quinta-feira a prefeitura informou que os usuários do Transporte Coletivo já podem comprar créditos para o vale-transporte. As vendas estarão sendo feitas na sede provisória da empresa, ao lado TTU. O cadastro utilizado será o mesmo do antigo sistema.

A Viação Santa Clara informou que em quatro dias implantou a nova bilhetagem em Foz do Iguaçu, inclusive, com a disponibilização de um site para a compra online de créditos: http://www.visac.com.br. “Dentro do processo da Nova Bilhetagem, para a facilitar a rotina das empresas manteve os mesmos logins e senhas cadastrados, uma vez que os dados são de domínio do Instituto de Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans). Assim como a compra de créditos, é possível consultar no site, horários e trajetos dos ônibus e documentos necessários para adquirir um novo cartão. Também optou por configurar os mesmos cartões já utilizados pelos usuários que podem comprar créditos na sede provisória da Santa Clara, na Rua Mem de Sá, 449, Jardim Festugato, ao lado Terminal de Transporte de Foz do Iguaçu. O horário de funcionamento é de segunda à sábado das 8h às 18h”.

Procurei a assessoria da Prefeitura para saber se eles saberiam informar sobre o atraso nos horários e a superlotação e eles repassaram a informação do Foztrans que diz:

“Por ser um período de transição, é necessária a compreensão dos usuários sobre algumas situações que vem sendo acompanhadas de perto pelas equipes e fiscais, para a implementação de melhorias gradativas. O Foztrans reitera a importância da participação da comunidade com o envio de informações sobre a operação das linhas, que podem ser feitas por meio do aplicativo 156 Foz, para que sejam feitos os ajustes necessários. Em atendimento a pedidos da população, na terça-feira cinco veículos retomaram os itinerários e outros dois reforçaram os horários das linhas já existentes. Com isso, serão 73 ônibus da Viação Santa Clara operando na cidade, com a expectativa de chegar a 90 veículos”.

Já a assessoria da Viação Santa Clara informou que começaram com 66 ônibus e “já na primeira semana ampliamos para 72. E conforme previu o Foztrans retornaram cinco linhas que haviam sido excluídas. O Foztrans é o responsável pela gestão do transporte público de Foz. A Viação Santa Clara vai operando conforme as demandas previstas pelo Foztrans.” Sobre a vinda de mais ônibus para compor a frota de 90, a assessoria da empresa disse que nas próximas semanas devem chegar.

Santa Clara faz balanço positivo da primeira semana de operação em Foz

A Viação Santa Clara (VISAC), responsável pelo transporte coletivo de Foz do Iguaçu desde o último domingo (13), faz um balanço positivo da primeira semana de operação no município.
Em uma semana, a empresa ofereceu 20% a mais de ônibus exigidos pelo contrato assinado com a prefeitura de Foz do Iguaçu, no último dia 8 de março.

De acordo com o documento, a VISAC poderia operar com uma frota de 60 veículos por um prazo de até 60 dias. Entretanto, já iniciou a operação com 66 ônibus e no quarto dia de atividades ampliou a frota em 10%, oferecendo 72 ônibus para atender os iguaçuenses e turistas que utilizam o transporte público na cidade.

A Viação Santa Clara colocou a disposição dos usuários 26 ônibus com ar-condicionado, seis a mais que os 20 exigidos pelo contrato.

Colaboradores

Atendendo às demandas do Sindicato dos Rodoviários absorveu a mão-de-obra que atendia o transporte público de Foz. E para que todos os colaboradores atuem com os propósitos e valores da Santa Clara, que é servir à população com transparência e qualidade, começou a primeira série de treinamentos. Parte dos motoristas participou do treinamento na sexta-feira (18) e parte no sábado (19) na garagem da Viação Santa Clara.

Mais informações pelo site: http://www.visac.com.br

Sem saber em que data começará a circular esses 90 veículos, o que os usuários esperam é que nas próximas semanas os horários estejam ajustados para que não haja grandes atrasos e que as linhas não estejam superlotadas de passageiros.

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras e recentemente conquistou pela 100fronteiras o primeiro lugar no 1º Prêmio Faciap de Jornalismo.

Comentários

Deixe a sua opinião