Mais de 4 mil corredores celebram esporte e natureza na Meia Maratona das Cataratas. Prova foi disputada na manhã deste domingo (20), após dois anos de expectativa.

O Parque Nacional do Iguaçu recebeu, na manhã deste domingo (20), mais de quatro mil corredores profissionais e amadores para a disputa da 13ª Maratona das Cataratas e Desafio 8km. Os participantes, vindos de todas as partes do Brasil e países como Paraguai, Argentina e Estados Unidos, espalharam energia no atrativo que abriga as Cataratas do Iguaçu.

As temperaturas amenas do começo da manhã motivaram ainda mais os atletas, que começaram a chegar antes do raiar do dia. Familiares, amigos e entusiastas do esporte puderam acompanhar a prova na estrutura montada em Porto Canoas, reconhecendo com aplausos o esforço de cada um dos inscritos.

O primeiro a completar os 21,1 quilômetros da Meia Maratona foi Alessandro de Souza, de Pinhais (PR), que fez o tempo de 1:09:47 e conquistou a vitória já em sua primeira participação. Alessandro, que é maratonista e tem planos de participar de uma corrida no Quênia no mês de outubro, pretende voltar para a Meia do ano que vem.

“É uma prova muito boa, a primeira parte é muito rápida. A segunda é um pouco mais travada, porém, a adrenalina da galera faz você não sentir o peso”, elogiou o ganhador. “Com certeza quero voltar no ano que vem, já estamos marcados. O clima é muito bom e a cidade é acolhedora. É tudo de bom”.

A segunda posição ficou com um companheiro de equipe, Robson Pereira de Lima, que fechou em 1:12:21. “É uma prova que há muito tempo eu vinha acompanhando e tinha um desejo muito grande de correr. Fico feliz de estar com a segunda colocação. O desejo é de treinar ainda mais, para voltar e lutar pelo primeiro lugar no pódio”, desafiou.

No feminino, a vitória foi de Luiza Cravo, de Niterói (RJ), que percorreu o trajeto em 1:26:50. “Estava um tempo muito bom, ajudou bastante. Foi uma prova bem disputada, senti que não podia afrouxar nem um segundo e fui assim até o final, sempre pensando que tinha gente atrás para me buscar”, revelou a campeã.

Já o Desafio 8km foi vencido por Marcelo Romano Souza Alexandre, com 30:12. Rozelene Rodrigues Padilha, de Paranavaí (PR), foi a primeira no feminino, com tempo bruto de 33:36. “Não é fácil, mas dá para superar”, ponderou Rozelene, que já tinha ficado com o título em 2019. “No ano que vem, pretendo fazer a Meia Maratona”.

Os resultados completos, com os tempos de todos os corredores e a classificação final de todas as categorias, estão disponíveis no site https://meiamaratonadascataratas.com.br/.

Meia Maratona – Masculino (Geral):
1º – Alessandro de Souza – 1:09:47
2º – Robson Pereira de Lima – 1:12:21
3º – Fabio de Paula – 1:13:06
4º – Wagner Nunes dos Santos – 1:13:09
5º – Rodrigo Lopes – 1:13:20

Meia Maratona – Feminino (Geral):
1ª – Luiza Cravo – 1:26:50
2ª – Babi Beluco – 1:27:47
3ª – Fabiana Correia Ferreira – 01:29:03
4ª – Ana Paula Vega Lamim Leal – 01:31:34
5ª – Rebecca Maria Núñez Acosta (Paraguai) – 01:34:03

Desafio 8km – Masculino (Geral):
1º – Marcelo Romano Souza Alexandre – 30:12
2º – Leonardo Tadeu Oliveira – 31’08
3º – Gilson Borsatto – 31’22
4º – Luciano Jambeiro – 31’33
5º – Fredi Edgar Villamayor Torales (Paraguai) – 32’43

Desafio 8km – Feminino (Geral):
1ª – Rozelene Rodrigues Padilha – 33:36
2ª – Mariana Fortunato – 33:53
3ª – Maria Mônica Elias de Matos – 34:19
4ª – Carolina Lima Della Monica – 35:45
5ª – Elaine Regina Pauly Cervilha – 38:00

Retomada do turismo

A 13ª Meia Maratona das Cataratas foi uma realização do Parque Nacional do Iguaçu/ICMBio e Cataratas do Iguaçu S.A. A corrida contou com o patrocínio da Nissei – Paraguai, Fundo Iguaçu e Água Mineral Sferriê. A promoção foi da RPC.

Para a chefe do Parque Nacional do Iguaçu, Cibele Munhoz Amato, a edição deste ano foi especial.

“Essa prova já é importante para o parque por todo o histórico que existe, mas essa foi especialmente emocionante, em função da sensação de que as coisas estão voltando e o desejo de que sejam muito melhores que antes”, afirmou.

Adelio Demeterko, diretor-executivo da Cataratas S.A., considerou o retorno da Meia Maratona, após dois anos de adiamentos, um momento de celebração.

“A gente viu a emoção das pessoas na largada. Para nós, que fazemos a corrida, é um sentimento de missão cumprida poder entregar a prova em um dia lindo como esse”, comemorou.

“A Meia Maratona é muito importante, tanto para promover o destino turístico, como para movimentar a economia. Nós temos quatro mil pessoas aqui correndo, além dos acompanhantes e das famílias que vieram para Foz do Iguaçu, movimentando a economia, os hotéis, toda a cidade”, complementou Adelio.

Ênio Eidt, presidente do Fundo Iguaçu, tem o evento como uma importante ferramenta para a promoção do turismo.

“O Fundo Iguaçu, desde que foi criado, sempre acreditou nos bons projetos. A Meia Maratona é um dos bons projetos na área de divulgação, que é uma das nossas prioridades. Participar como apoiadores é uma honra”, disse.

Felipe González, presidente do Visit Iguassu, reforçou a avaliação de Eidt. “A prova dá uma visibilidade extraordinária, principalmente na mídia nacional, e traz, além de participantes de vários lugares, uma simpatia para a cidade, porque une saúde e meio ambiente, o que tem tudo a ver com o nosso destino”, adicionou.

A 13ª Meia Maratona das Cataratas é uma realização do Parque Nacional do Iguaçu/ICMBio e Cataratas do Iguaçu S.A. A corrida tem o patrocínio da Nissei – Paraguai, Fundo Iguaçu, Água Mineral Sferriê e Gatorade, com promoção da RPC.

Comentários

Deixe a sua opinião