Colégio Sesi Internacional - display portal

Nesta sexta-feira (16), foi registrado em Foz do Iguaçu o menor número de casos diários de covid-19. Foram “apenas” 12 novos casos. Dos casos ativos neste momento, são 313, sendo 229 em isolamento domiciliar e 84 nos hospitais.

De fevereiro a junho, os leitos de UTI do Hospital Municipal Padre Germano Lauck, único que atende o SUS (Sistema Único de Saúde) em Foz do Iguaçu e região, permaneceram com 100%. Nesta sexta-feira (16), o índice de utilização das camas especiais manteve tendência de baixa.

De acordo com o boletim da Vigilância Epidemiológica, das 70 UTIs disponíveis, 50 estão em utilização (71% do total). O Hospital Ministro Costa Cavalcanti, que absorveu parte da demanda no pico da segunda onda da pandemia, reduziu de 55 para 40 UTIs, sendo que destas, 12 estão em utilização (30% do total).

Dos 77 leitos de enfermaria para pacientes com a doença, 35 estão em utilização (45% do total). Ao todo, 97 pacientes com covid-19 estão internados nas UTIs e Enfermarias das duas unidades de saúde. Destes, 79 são moradores de Foz do Iguaçu e 18 residentes em Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Matelândia, Itaipulândia e outras cidades.

Média móvel de casos

A média móvel de novos casos de covid-19 também tem se mantido em baixa nas últimas semanas. Nesta sexta, a Vigilância Epidemiológica divulgou 12 exames positivos de 6 mulheres e 6 homens, totalizando 41.459 infectados em Foz do Iguaçu. Destes, 40.086 já estão recuperados.

No boletim de hoje, nenhuma morte foi registrada. No acumulado do mês, são 31 vidas perdidas por conta da doença – média de 1,93 por dia. No total, são 1.060 mortes pela doença no município desde o início da pandemia.

Vacinação covid em Foz

A vacinação na cidade, está na faixa etária de 30 anos. Foz do Iguaçu recebeu 37.885 mil novas doses nesta sexta-feira. Com isso a cidade avança na campanha de vacinação.

“Já estamos com 60% da população vacinada com a primeira dose e nossa expectativa é receber novas doses ainda este mês, o que atenderá toda a população adulta”.

Afirma a Rosa Maria Jerônymo.

Comentários

Deixe a sua opinião