A ideia do Transparana nasceu de alguns jipeiros do Jeep Clube de Curitiba, na década de 90.

O primeiro Rally Transparana foi em 1994, cuja ideia era ligar a costa oeste a costa leste do Paraná, por meio de estradas onde índios, desbravadores, tropeiros e colonizadores passavam.

Tornou-se uma grande amostra da história paranaense e brasileira, e também das potencialidades econômicas, agrícolas e turísticas das nossas cidades.

O primeiro Rally Transparana

A rota do primeiro Rally Transparana foi de Londrina até o Litoral paranaense, percorrendo 680 km. Esse primeiro evento contou com a participação de 88 veículos, um deles foi pilotado pelo conhecido ex-piloto de fórmula 1, Wilson Fittipaldi.

O primeiro evento do Transparana foi um sucesso, e tornou-se evento oficial no calendário do Jeep Clube de Curitiba, que cada ano vem se tornando ainda mais um sucesso, atraindo cada vez mais participantes. Crescendo também as tecnologias nos veículos e seus acessórios.

Rally Transparana 2021

Esse ano teve a 27ª edição do Transparana, com um percurso 90% inédito. O evento foi realizado entre os dias 16 a 20 de fevereiro, saindo de Foz do Iguaçu à Curitiba.

Foz do Iguaçu foi a cidade de concentração e partida desta edição, e contou com a presença do Governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior. Ao todo foram quatro dias para atravessar o Paraná, cerca de 1.000km de muitas aventuras.

Governador Ratinho Junior. Largada oficial 27ª edição Rally Transparana.

A secretaria de prova foi montada na entrada do Parque Nacional do Iguaçu, onde os participantes compareceram na quarta-feira (17) para confirmar a presença, retirar kits de prova, adesivar os veículos e fazer as vistorias técnicas.

Os participantes ganharam ainda, um passeio nas Cataratas do Iguaçu. Foram 104 veículos inscritos, divididos nas categorias Máster, Graduado, Turismo, Light e Adventure. São participantes vindos de dez estados, sendo: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Goiânia, Bahia e Piauí.

Participantes Rally Transparana 2021.

Roteiro da prova

Primeiro dia de prova (17/02): Foz do Iguaçu a Cascavel 240km

A largada foi no Parque Nacional do Iguaçu. Vander Hit, diretor de prova, afirmou que os pilotos e navegadores (passageiros) deveriam estar bem atentos, pois haveriam muitos balaios para serem encarados pela estrada às margens do Parque Nacional do Iguaçu.

A chegada a Cascavel foi emocionante, percorreram trilhas de mata nativa e uma outra pista que permitiu mais velocidade e mais balaios. Um grande espetáculo com muitos escorregões e lamas.

Segundo dia de prova (18/02): Cascavel a Guarapuava 310km

O segundo dia de prova foi rumo à Guarapuava. A prova foi em linha, passando por fazendas de reflorestamento de pinus, aconteceu os tradicionais balaios e a média de velocidade foi justa (alta). Os pilotos passaram pelas cidades de Laranjeiras do Sul, Goioxim e Palmeirinha.

Terceiro dia de prova (19/02): Guarapuava a Irati 220km

O terceiro dia começou em uma pista de motocross localizado próximo ao rio Jordão, onde se despediram de Guarapuava. Passaram por uma fazenda de pinus onde a estrada era boa e o terreno diversificado com direito a lama. Para deixar a disputa ainda mais acirrada, teve uma outra pista dentro do CTG de Irati onde tinha muitos balaios, um em cima do outro, a intenção nessa fase de prova, foi separar os “meninos dos homens”.

– Quarto e último dia de prova (20/02): Irati a Curitiba 205km

A largada do último dia de prova foi na mesma estrada do CTG de Irati, que partiram rumo a Porto Amazonas e São Luiz do Purunã. Diversos balaios continuaram exigindo a atenção e habilidade dos participantes, foi “faca nos dentes” do início ao fim do caminho.

O destaque da última prova ficou por conta da fazenda Santa Joana, que ofereceu uma grande opção de trilhas técnicas.

O ponto de chegada foi no Palácio do Governo, em Curitiba. As cidades de pernoites foram Cascavel, Guarapuava e Irati.  

Vencedores

A competição estava separada por quatro categorias: Máster, Graduado, Turismo e Turismo Light, com premiação para todas.

Na principal categoria, a Máster, os campeões (piloto e navegador) foram Leandro Moor (Ximura) e Gustavo Schmidt, de Itajaí/SC. Gustavo conseguiu um título inédito, pois já tinha sido vice-campeão de outra edição.

Os vencedores da categoria Graduado foram José Andrade Junior e Bernardo Schafer Andrade, de Piratuba/PR.

Na Turismo sagraram-se campeões Marcos Messias Cominesi e Lucas Messias Cominesi, de Ivaí/PR, e na categoria Light venceram Vinicius Parizotto Gustman e Felipe Tavares, de Castro/PR.

Chegada da 27ª edição do Rallye Transparaná, no Palácio Iguaçu, em Curitiba – Curitiba, 20/02/2021 – Foto: Alessandro Vieira/AEN

Espaço publicitário

ALEP Covid 19

Diálogos 100fronteiras

1 Comentário

Deixe a sua opinião