Neste domingo (12) o Slam Paraná, etapa estadual do campeonato de poesia falada que existe em diversos países do mundo, terá transmissão ao vivo pelo Youtube a partir das 15h. 12 poetas disputam uma vaga para a etapa nacional do circuito, o Slam Brasil. 

Nesse ano participam da competição o Slam Pé Vermelho (Maringá), o Slam Voz das Minas LGBTQ+ (Londrina), o Slam Alferes Poeta (Curitiba) e o Slam das Gurias CWB (Curitiba), cada um deles com três poetas (entretanto nem todos são paranaenses, já que o formato online possibilita a participação de poetas de outros estados e países. O Slam Pé Vermelho, por exemplo, terá uma representante de Moçambique). 

Na véspera da competição, todos os competidores participam de uma oficina com a atual campeã do Slam BR, Jéssica Campos, uma das organizadoras do Sarau Do Capão, de São Paulo. A oficina será aberta ao público, transmitida no canal do Slam no YouTube, e tem como objetivo preparar os competidores para se apresentarem em um slam online e dar dicas aos poetas.  

Como funciona o Slam?

No slam os poetas disputam o campeonato apresentando poemas autorais de até 3 minutos de duração, sem acompanhamento musical e sem uso de adereços, figurinos ou objetos cênicos. 

Serão 3 rodadas: na primeira os 12 poetas se apresentam, os que obtiverem as 5 maiores notas do júri passam para a segunda rodada e desses, passam para a terceira rodada as 3 maiores notas, que decidirão quem vencerá o campeonato.

O primeiro lugar ganha um troféu, além de garantir vaga para disputar o Slam Brasil. Os demais competidores ganham livros literários. Toda a programação do Slam Paraná será acessível em Libras (Língua Brasileira de Sinais).   

O Slam PR é organizado por Emerson Nogueira, Érica Paiva Rosa e Pedro Marques. 

“O slam é uma forma de expressão popular muito pulsante e potente na qual as pessoas se encontram para discutir seus problemas, refletir sobre eles e compartilhar as mais diversas experiências, desde as dores e os incômodos até as alegrias e os amores. Ao oferecer um espaço de fala e, principalmente, de escuta em praça pública, o slam se configura como um exercício de cidadania”.

Comenta Érica Paiva Rosa.
Slam Paraná
Slam Paraná 2021.

Por se configurar como um espaço que une pessoas em função de ideias, o slam não poderia parar durante a pandemia e por isso no ano passado migraram para o ambiente virtual e aproximaram fronteiras, expandindo os limites geográficos.

Slam Paraná

O Slam Paraná será neste domingo, 12 às 15h pelo YouTube.

Link do Slam: https://www.youtube.com/watch?v=H3FLMl-c5KY

Slam Parná 2021
Slam Parná 2021.

O que é o Slam?

De acordo com a cartilha Slam Pé Vermelho (que é de Maringá e um dos organizadores do Slam Paraná deste ano), Poetry slam  (em  português, batalha de poesia) é um campeonato  de  poesia  falada em que poetas apresentam textos autorais sem uso de figurinos, fantasias ou música. As apresentações são julgadas por pessoas que as pontuam de 0 a 10.

O poetry slam surgiu nos EUA na década de 1980 e se espalhou pelo mundo. Ele conta, inclusive, com etapas internacionais que reúnem poetas de vários países. O slam visa a prática da oralidade e da partilha de ideias,  não há estilos ou temas específicos para participar do campeonato, que é aberto às várias linguagens e assuntos possíveis. 

A prática do slam no Brasil iniciou em 2008 com o ZAP! Slam na cidade de São Paulo. O segundo slam brasileiro foi o Slam da Guilhermina, criado em 2012 também em São Paulo.

A partir daí, o movimento se espalhou pelo país e tem mais de 200 comunidades. Desde 2014, o Brasil também tem uma etapa nacional, o Slam BR, do qual participam poetas que ganham as etapas estaduais, como o Slam Paraná 2021. Quem vence o Slam BR garante vaga para representar o Brasil na Copa Aby Ayala com poetas de diferentes países do continente americano.

Comentários

Deixe a sua opinião