Visitantes do Parque das Aves agora podem bater fotos com asas de borboletas gigantes

336

Para celebrar Foz do Iguaçu, que já foi conhecida como o “Vale das Borboletas”, o Parque das Aves inaugura nesta sexta-feira, 14, uma área dedicada a celebrar a beleza das borboletas. Esse novo espaço, localizado logo após o Borboletário, vai contar com diversas oportunidades para fotos, incluindo duas enormes asas de borboletas, um balanço, além de muitas flores e vegetação nativa de Mata Atlântica. Além disso, no sábado e no domingo, 15 e 16, das 9h às 16h, os visitantes poderão ter uma borboleta pintada no rosto.

As duas asas de borboleta, construídas em madeira e pintadas a mão pela artista plástica do Parque das Aves, Robyn Abrey, representam as espécies de borboletas Heliconius ethilla e Morpho helenor achillides, ambas da Mata Atlântica. “Foi um trabalho meticuloso e repleto de cuidado, com muita pesquisa e desenvolvimento de asas que se assemelham muito às reais. Tudo para oferecer uma experiência incrível para nossos visitantes”, comenta Robyn.

Robyn Abrey é a artista plástica zimbabuense que pintou o primeiro mapa do Parque das Aves, em 1998. Ela trabalhou em diversos projetos no Parque e, em 2013, voltou ao Brasil para repintar o mapa e continuou vivendo no Parque. Ela é filha do Dr. Alan Abrey, amigo da família Croukamp, fundadora do Parque das Aves. Foi o Dr. Abrey que sugeriu que a família Croukamp abrisse um parque em Foz do Iguaçu.

A Mata Atlântica, bioma de Foz do Iguaçu, possui aproximadamente 2.200 espécies de borboletas, e aproximadamente 134 são encontradas na região. “No Parque das Aves, o visitante tem possibilidade de encontrar até 37 espécies de borboletas no Borboletário, e o Parque tem intenção de ampliar este número, principalmente porque quer participar do Plano de Ação Nacional para Conservação dos Lepidópteros Ameaçados de Extinção, dos quais 52 espécies são de Mata Atlântica”, comenta a bióloga Juliana Morelli, que trabalha no Borboletário.

Além de sua beleza, as borboletas também são muito importantes ao exercerem um papel fundamental para o ecossistema, atuando como polinizadoras e indicadoras do bem-estar ecológico. Ou seja, quando há muitas borboletas em um ambiente, geralmente ele está saudável. E o aumento de sua população pode indicar também um aumento na diversidade de plantas e outros grupos polinizadores.

O Borboletário do Parque das Aves foi criado em 1997 e é o segundo maior do Paraná. Ele oferece um jardim encantado, repleto de cores, cheio de natureza e vida, encantando adultos e crianças com uma experiência única.

 

 

 




Deixe um comentário