Vinhos para harmonizar com pratos típicos de Natal e Ano Novo!!

247
Sommelier dá dicas para harmonizar os pratos mais consumidos durante as celebrações de final do ano com vinhos e espumantes
Durante o mês de dezembro, grande parte das famílias brasileiras planeja os pratos que irão compor a ceia de Natal e a noite de Ano Novo. Porém, os momentos especiais não são marcados apenas pelos famosos pratos típicos. As bebidas também ganham um destaque nas celebrações, ainda mais quando harmonizam perfeitamente com as refeições.

Para dar certo e se possa tirar o máximo dos sabores dos pratos e bebidas, a harmonização precisa respeitar a identidade de cada produto, fazendo com que eles se complementem no paladar. Quando bem-sucedida a harmonização do prato com o vinho ambos melhoram o sabor, elevando o prazer na degustação. “É isto que se busca na combinação de vinho e alimento, que um melhore o outro. Para saber se errou na combinação observe se uma das partes anulou a outra, o vinho não pode se sobrepor à comida tampouco ao contrário”, observa o sommelier da Decanter, Sidney Lucas.

Para evitar combinações desastrosas entre os rótulos de vinhos e espumantes nos pratos típicos de Natal e Ano Novo, o sommelier dá algumas dicas.

O prato mais clássico da ceia natalina, pode ser um verdadeiro desafio na hora de combinar com a bebida. Harmonizar vinhos e carnes de aves pode parecer simples, mas é preciso ficar atento, pois nem todas as aves são delicadas em sabor. O sommelier ressalta que no caso do peru natalino, que possui uma carne delicada e inclinada ao doce, a sugestão é um vinho tinto mais leve, como o Terranoble Reserva Pinot Noir 2017.

O cordeiro que também possui um espaço especial na ceia natalina, possui um sabor pronunciado e normalmente é preparado com receitas ricas em ingredientes, por isto, pede a harmonização com vinhos tintos mais encorpados, de boa estrutura e olfativamente intensos, como o Basilisco Teodosio Aglinico del Vulture 2013.

Para aqueles que preferem algo mais leve na mesa de natal, o bacalhau pode ser uma boa opção, pois se trata de um prato muito versátil e, dependendo da receita harmoniza bem com vinhos brancos ou tintos menos encorpados, como o Nicodemi Le Murate Montep. D’Abruzzo Colline Teramane 2017 e o Marques de Toledo Verdejo 2016.



Deixe um comentário