UNILA inicia produção de álcool glicerinado para distribuição nas unidades públicas de saúde

Pesquisadores da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) iniciaram, nesta semana, a produção de álcool glicerinado 80%, nos laboratórios da Instituição. O produto será distribuído nas unidades públicas de saúde de Foz do Iguaçu e também poderá ser utilizado nas ações da própria Universidade. O álcool glicerinado 80% é um produto de consistência líquida recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para assepsia das mãos. O primeiro lote será entregue para a Secretaria Municipal de Saúde na próxima semana.

A Universidade conta com equipamentos e pessoal capacitado para produzir, aproximadamente, 100 litros de álcool glicerinado por dia. Além disso, a UNILA já recebeu uma doação de embalagens da empresa Innova Agrotecnologia para armazenar os primeiros lotes do desinfetante. De acordo com o vice-reitor da UNILA, Luis Evelio Garcia Acevedo, na próxima semana será publicada uma Chamada Pública que vai regulamentar a doação de insumos de pessoas físicas e jurídicas para a produção de álcool glicerinado 80% e para outros projetos da Universidade que têm o objetivo de combater o Coronavírus. Com isso, será possível aumentar a produção para atender a toda a demanda da Secretaria Municipal de Saúde, estimada em 3 mil litros de álcool desinfetante nos próximos 60 dias.

 

Produção do álcool glicerinado da UNILA vai abastecer as unidades públicas de saúdes de Foz do Iguaçu 

 

“Com essa ação, a UNILA espera conseguir insumos suficientes para contribuir institucionalmente com a saúde pública de Foz do Iguaçu. O álcool, por exemplo, é fundamental para enfrentar esta pandemia, principalmente para os profissionais de saúde que estão na linha da frente e para os quais poderá faltar produtos de desinfecção, em breve. O álcool em gel sumiu do mercado e não é possível produzi-lo, neste momento, pela falta de um reagente chamado carbopol. O álcool glicerinado fabricado pela UNILA é uma formulação da Organização Mundial da Saúde, que substitui a fórmula em gel para fazer a antissepsia das mãos”, explicou Acevedo.

 

Processo de fabricação

A produção do álcool glicerinado 80% é realizada no Laboratório Multiusuário de Química da Universidade. Todo o processo está sendo acompanhado e foi autorizado pela Vigilância Sanitária, seguindo as últimas portarias da Anvisa, que liberou a produção de álcool nas instituições de ensino superior, exclusivamente para doação ao SUS.

A fórmula já vem sendo produzida, no Paraná, por pesquisadores da UFPR de Palotina, que estão dando apoio técnico aos pesquisadores da UNILA. “Esse álcool tem função antisséptica e desinfetante, assim como o álcool em gel. A principal diferença está em sua consistência que é líquida. Além disso, o processo de produção conta com controle de qualidade e eficácia do produto, assegurando as propriedades determinadas pela Anvisa e descritas na Farmacopeia Brasileira”, esclarece Ana Carolina Gomes Martins, integrante do Laboratório de Neurofarmacologia Clínica da UNILA e farmacêutica responsável pela produção. O grupo de trabalho para a produção de álcool glicerinado da UNILA conta com cerca de 20 integrantes da comunidade acadêmica – docentes, alunos e técnico-administrativos –, responsáveis pela organização dos trabalhos, produção, análises laboratoriais e também pela logística do projeto.

 

Universidade recebeu doação de embalagens da empresa Innova Agrotecnologia para armazenar os primeiros lotes do desinfetante

 

O processo de fabricação é bastante manual. “Nós fazemos a agitação manual dos reagentes e usamos recipientes de plástico de 20 litros. Depois, o álcool é envasado e, após 72 horas, aferimos o PH da solução final e o teor alcoólico por meio de equipamentos”, conta a professora Caroline da Costa Silva Gonçalves, docente do curso de Química e do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade da UNILA. O álcool glicerinado segue os procedimentos técnicos de produção especificados pela Anvisa. As pesquisadoras que manuseiam os reagentes fazem uso de EPIs que foram fornecidos pelo Departamento de Promoção e Vigilância à Saúde (DPVS).

 

Como ajudar

A UNILA pretende divulgar na próxima semana a Chamada Pública que vai regulamentar as doações de pessoas físicas e jurídicas para os projetos de combate à Covid-19. Os interessados em obter informações já podem entrar em contato pelo e-mail logistica@unila.edu.br. Dúvidas também podem ser esclarecidas pelo telefone (45) 3529-2794.

 

Participe da comunidade 100fronteiras. Apoie o jornalismo local!

Apoiando o jornalismo local, você valoriza a sua cidade, seu estado e seu país.

Nossa equipe está diariamente trazendo notícias da Tríplice Fronteira, apresentando novos lugares, com isso você receberá conteúdos exclusivos e brindes.

Participe já do nosso grupo do WhatsApp ou interaja em nosso Telegram.

Nos encontramos lá, até mais

Newsletter

Ama a tríplice fronteira tanto quanto nós? Assine a newsletter 100fronteiras e receba conteúdo exclusivo. Seu apoio aprimora nosso trabalho para que possamos ajudar a aprofundar sua conexão com Ciudad del Este, Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú enquanto investimos no futuro do jornalismo local.

Participe da comunidade 100fronteiras

Apoiando o jornalismo local, você valoriza a sua cidade, seu estado e a integração dos três países. Nossa equipe está diariamente trazendo notícias da fronteira, apresentando novos lugares, histórias. Assinando você receberá conteúdos e promoções exclusivas.

Entre em nosso grupo do Whatsapp. Apoie a mídia local!

Nos encontramos lá, até mais!



Deixe a sua opinião