O ano tem começado bem para o setor mais importante da região trinacional. Depois de passar por uma grande crise em 2020 e parte de 2021, o ano passado foi de retomada e crescimento para o turismo. E agora, para 2023, os principais líderes do trade turístico de Foz do Iguaçu, Ciudad del Este e Puerto Iguazú estão animados para este ano.

Para ter uma ideia, os principais atrativos de Foz do Iguaçu, Cataratas e Itaipu, tiveram um aumento interessante. Segundo dados repassados pelo Turismo Itaipu, houve um acréscimo de mais de 50% na visitação de todos os atrativos da Itaipu em comparação ao ano de 2021, mostrando a recuperação do setor. Da mesma forma as Cataratas do Iguaçu superaram o número de visitantes em comparação ao ano anterior, batendo recordes de público e chegando a um aumento de mais de 40%.

Turismo Itaipu

Janeiro a Novembro de 2021 – 245.538 visitantes
Janeiro a Novembro de 2022 – 375.807 visitantes

Cataratas do Iguaçu

Janeiro a Novembro de 2021 – 542.885 visitantes
Janeiro a Novembro de 2022 – 1.274.458 visitantes

A ocupação hoteleira, principalmente na semana do Natal, também superou as expectativas, conforme dados do Sindhotéis que mostrou uma pesquisa registrando taxa média de ocupação em 60%, para esse período. E se 2022 já foi excelente, esse ano a expectativa é que a recuperação seja ainda maior, visto os grandes empreendimentos que chegam a região trinacional e que somam no mix de atrativos do setor, como o novo shopping center de Ciudad del Este, o Lago Shopping de Salemma, os novos atrativos de Puerto Iguazú, que incluem um novo bar da Patagonia e o Hard Rock, e em Foz do Iguaçu como o hotel já inaugurado DoubleTree by Hilton e o Wonder Water (Show das Águas) do Movie Cars, além de tantos outros que chegam para somar.

Perspectivas do turismo segundo a visão dos especialistas

Foz do Iguaçu está muito bem servida de atrações turísticas que atendem todos os perfis de visitantes. Esse é um grande diferencial do nosso Destino, que contribui com dois índices satisfatórios, que é o incremento do número de pernoites e o percentual de turistas que retornam ao Destino, pois não conseguem conhecer todas as atrações em uma única viagem. Os clientes de eventos também ganham com a diversidade de opções que os atrativos turísticos oferecem em seus espaços para sediar eventos, com muita criatividade e cenários inusitados. Não existe mais dúvidas sobre o turismo ser a principal atividade econômica da cidade de Foz do Iguaçu e o setor vem trabalhando muito para que os números realizados em 2019 sejam novamente atingidos e superados. O cenário aéreo ainda é o principal gargalo, apesar de já estarmos conquistando rotas e ampliando a malha, ainda falta um bom caminho a ser percorrido até que haja um impulso maior da demanda do mercado internacional, que impacta diretamente nos resultados do nosso setor”.

Elaine Tenerello, diretora executiva do Visit Iguassu.
Elaine Tenerello - diretora do Visit Iguassu

“O cenário está em fase de crescimento e possível consolidação, isso acontecerá até o final de 2024, quando o mercado Internacional voltar aos números anteriores à pandemia. Acredito que nós daqui para frente deveremos trabalhar na construção de estratégias e divulgação fazendo parcerias com empresas de marketing de destino. Assim poderemos fazer escolhas mais assertivas e obter resultados melhores ao longo do ano. Neste momento em parceria com a Itaipu e Prefeitura estamos desenvolvendo um projeto moderno de sinalização turística que poderá ser implantado a partir de 2023 pela Prefeitura.”

Enio Eidt, presidente do Fundo Iguaçu.
Enio Eidt

“O desafio para o próximo ano é manter os níveis de ocupação em todas as estações e aumentar o número de turistas estrangeiros. 2022 foi, oportunamente, o ano da retomada da atividade turística e este cenário supõe um melhor desenvolvimento até 2023. Orientar o destino para a sustentabilidade, a natureza e a execução com excelência em todos os serviços serão os eixos de trabalho. Hoje, Iguazú carrega a bandeira da sustentabilidade que tem a ver, justamente, com o que o viajante demanda e busca nos destinos mundiais. 2022 foi um ano muito bom para o destino, chegando a cerca de 1.400.000 visitantes no Parque Nacional do Iguazú, número bastante próximo aos números pré-pandemia, e também consolidando o desenvolvimento da oferta turística local”.

Leopoldo Lucas, presidente ente de turismo de Iguazú Iturem.
Leo Lucas - Iturem Argentina

“Em 2023 a Secretaria Municipal de Turismo irá atuar na ampliação das ações de promoção de Foz do Iguaçu; em apoio às instituições parceiras para a manutenção de voos captados nos últimos dois meses; e também no início das ações do Programa de Incentivo para a Atração de Empresas de Base Tecnológica – PROTEC. Está previsto ainda o início da operação do Centro Municipal de Inovação, com a definição da forma de gestão e operacionalização do espaço. Outro projeto de grande relevância será a tratativa para a reforma do Fórum das Américas, que fará parte do Complexo Turístico do Marco das Três Fronteiras. Na área de pesquisa, está prevista a contratação de uma ferramenta para a obtenção e análise de dados para a realização do planejamento futuro do destino. No momento a ampliação da malha aérea e possibilidade de voos diretos se torna condição de suma importância para o retorno do turista internacional de longa distância (vindos da Europa, América Central e do Norte, Ásia e África)”.  

Lourenço Kurten, secretário (interino) de turismo de Foz do Iguaçu.
Lourenço Kurten, secretário (interino) de turismo de Foz do Iguaçu.

O ano de 2022 foi um excelente ano para o turismo na província de Misiones e especificamente para Puerto Iguazú, trazendo a reativação do turismo internacional, que tem aumentado nos últimos meses, apesar da frequência de voos ainda não ter atingido o nível do que tínhamos em 2019. Atualmente a província de Misiones está realizando, por meio do Ministério do Turismo, o Plano Estratégico de Turismo Sustentável de Misiones, desenvolvido desde o início de 2022, que apoia as ferramentas metodológicas implementadas no Plano Estratégico Federal Argentino para o Turismo Sustentável, adaptadas à realidade territorial de nossa província. Misiones preserva 52% da biodiversidade da Argentina, por isso foi declarada capital nacional da biodiversidade. A cidade de Puerto Iguazú é a que possui o maior número de empresas certificadas com selos de sustentabilidade na Argentina, contabilizando 23 certificações, o que sem dúvida coloca o nosso destino numa posição de grande prestígio, alinhada com o compromisso com a sustentabilidade, e implica uma grande responsabilidade para a província de Misiones.”

Malvina Solis, diretora de Desenvolvimento Estratégico do Turismo, Ministério do Turismo de Misiones.
Malvina Solis - ente de turismo

“Em 2023 vamos continuar e com força total na capacitação profissional na área de hotelaria e turismo. O IHGT – Instituto de Hotelaria, Gastronomia e Turismo, neste ano que passou conseguiu reconhecimento de utilidade pública municipal, o que nos possibilita ampliar ações. Temos que melhorar a mão de obra e capacitar novos colaboradores, se vivemos do turismo, temos que aprender e tratar bem os turistas que nos visitam, hoje o atendimento de excelência conta muito. Somos uma das 10 maiores economias do estado. Investimentos sempre serão bem vindos, mas o que deve melhorar para fluir ainda mais o nosso turismo, é a malha aérea, mesmo com novos voos, nosso aeroporto deveria ser um ponto de conexão para outros destinos.”

Marcelo Martini, presidente do Sindhotéis.  
Marcelo Martini – Presidente do Sindhotéis.

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras e recentemente conquistou pela 100fronteiras o primeiro lugar no 1º Prêmio Faciap de Jornalismo.

Comentários

Deixe a sua opinião