O novo presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Marcelo Freixo, afirmou que o objetivo de sua gestão é recuperar a imagem do Brasil no exterior para atrair mais turistas, trazer investimentos e criar empregos no país. Freixo foi nomeado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 13 de janeiro.

“Após quatro anos de isolamento internacional causado pela irresponsabilidade do governo anterior, o Brasil retornará ao cenário global para retomar seu papel de protagonista na promoção do diálogo, da cooperação e das questões ambientais e de mudanças do clima. Na Embratur, nossa missão será dar ao turismo brasileiro a relevância que ele merece e que o mundo espera de nós”, explicou Freixo.

No mesmo dia em que assumiu a presidência da Embratur, Freixo anunciou que o primeiro passo será analisar os contratos, as nomeações e promoções feitas pelo governo anterior nos últimos meses de 2022, iniciativa que contará com apoio de órgãos de controle e combate à corrupção, como Tribunal de Contas da União (TCU), Controladoria Geral da União (CGU) e Advocacia Geral da União (AGU).

“Faremos uma gestão técnica e transparente, com base nas boas práticas do mercado. Vamos retomar o foco em marketing, promoção e apoio à comercialização do Brasil no exterior, com base em inteligência de dados e big data, parcerias com os setores público e privado, investimentos em inovação, inserção da agenda de sustentabilidade e ações climáticas e foco em resultados”, anunciou Freixo.

Na sua primeira semana à frente da Embratur, o novo presidente pretende se reunir com ministros cuja atuação está diretamente relacionada à modernização das políticas públicas e programas voltados para a promoção do turismo no exterior. Freixo terá encontros com as ministras Marina Silva (Meio Ambiente e Mudança do Clima), Margareth Menezes (Cultura), Ana Moser (Esportes), Fernando Haddad (Fazenda), Geraldo Alckmin (Indústria e Comércio) e Mauro Vieira (Relações Exteriores).

“Além de integrar nossas ações à agenda de política externa e de vários ministérios do governo Lula, retomaremos o diálogo com o mercado e as entidades que desenvolvem ações de promoção internacional. Vamos construir uma Embratur moderna, profissional, eficiente e comprometida com o desenvolvimento sustentável”, concluiu.

Quem é Marcelo Freixo?

O novo presidente da Embratur tem 55 anos, é professor de História e nasceu numa comunidade pobre em São Gonçalo, cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro. Filho mais velho de uma família simples, seus pais trabalharam em escolas públicas – a mãe foi secretária e o pai, inspetor – Freixo se elegeu deputado estadual no Rio de Janeiro pela primeira vez em 2006.

Marcelo Freixo - presidente da Embratur
Foto: Divulgação

Freixo disputou a prefeitura do Rio de Janeiro por duas vezes, em 2012 e 2016, e o governo do Estado em 2022. Eleito deputado federal em 2018, mesmo ano em que Jair Bolsonaro chegou a presidência da República, Freixo foi líder da oposição ao governo, o que o levou a ser eleito por duas vezes melhor parlamentar do Brasil no Prêmio Congresso em Foco.

Espaço Institucional.

Comentários

Deixe a sua opinião