Anúncio foi feito pelo ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, no último sábado (10), durante visita à cidade, incluída no projeto após análise do potencial turístico. Foz já tem retomado a visitação e deve ser um dos principais destinos brasileiros pós-pandemia.

O que é Destino Turístico Inteligente?

ministro do turismo e outras autoridades
Foto: Lukas Franco

A inclusão de Foz do Iguaçu (PR) na lista de municípios do projeto “Destino Turístico Inteligente”, significa um impulsionamento de destinos ofertantes de produtos e experiências inovadoras e de qualidade. A medida deve alavancar ainda mais a retomada do turismo da região, no pós-pandemia, com ações como ampliação da conectividade à internet nos atrativos e a capacitação de funcionários do setor com inglês instrumental, para melhor atendimento de estrangeiros.

A confirmação ocorreu durante visita do ministro do Turismo à cidade. O turismo é a principal atividade econômica da cidade, ancorado por atrativos como as Cataratas do Iguaçu e a Itaipu Binacional, entre outros. Foz é a 11ª cidade do País anunciada no projeto e a segunda sem o status de capital. No Sul, apenas Florianópolis (SC) e Curitiba (PR) já tinham sido selecionadas.

Como o complexo Turístico da Itaipu está se preparando para a retomada do turismo?

ministro do turismo e outras autoridades
Foto: Lukas Franco

O pedido de inclusão de Foz na lista de Destinos Turísticos Inteligentes e o convite para a visita foram feitos pelo prefeito Chico Brasileiro e o secretário municipal de Turismo e Projetos Estratégicos, Paulo Angeli.

“Essa visita é muito importante. O ministro traz para Foz essa parceria do Ministério para que possamos avançar tanto na parte de tecnologia, no turismo de eventos e quanto na estratégia para retomar o turismo internacional para Foz do Iguaçu”, disse o prefeito Chico Brasileiro.

“A articulação da Prefeitura e da Secretaria Estadual de Turismo, com apoio da Itaipu, é muito importante para voltarmos a ser um grande destino de estrangeiros”, complementou.

prefeito de foz do iguaçu chico brasileiro
Prefeito de Foz do Iguaçu Chico Brasileiro/ Foto: Lukas Franco

O Ministério do Turismo relatou que, as cidades envolvidas nas iniciativas desenvolverão uma metodologia brasileira, isso tem a partida das experiências da Espanha e Argentina. A previsão é de diagnósticos da situação de cada destino selecionado, para implantação de estratégias que considerem as especificidades regionais.

“Foz é um dos principais destinos turísticos da América Latina e receberá muitas ações do Ministério do Turismo, como a busca de turistas internacionais, graças à ampliação da pista do aeroporto [obra custeada pela Itaipu], o que permitirá a operação de jatos de grande porte”, disse Machado Neto, durante entrevista na usina de Itaipu.

De que maneira o ministério do Turismo pode colaborar para esta retomada?

ministro do turismo Gilson Machado Neto
Ministro do Turismo Gilson Machado Neto/ Foto: Lukas Franco

O ministro do Turismo Machado Neto disse que a Organização Mundial do Turismo, órgão da ONU, incluíram eles no Conselho Executivo, por estarem conduzindo muito bem a questão da vacina.

O Destino Turístico Inteligente deve estar amparado em cinco pilares:

  • Governança;
  • Inovação;
  • Tecnologia;
  • Sustentabilidade;
  • Acessibilidade;

Além disso, será ofertado produtos com experiências inovadoras e de qualidade.

Como Foz está se preparando economicamente?

chico brasileiro,gilson neto, deputado vermelho
Gilson Neto, Chico Brasileiro, Deputado Vermelho/ Foto: Lukas Franco

O ministro do Turismo deixou sua perspectiva sobre a economia, vislumbrando o “Turismo Inteligente” e o aprendizado de todos que trabalham diretamente no ramo do turismo ao aprendizado da língua inglesa, que é a língua oficial no mundo.

Gilson Machado concluiu com o voo aos Estados Unidos da América (EUA), juntamente com o Deputado Vermelho, que estão com um voo para o país norte americano programado para até final do ano.

Vermelho ficou grato pelas notícias do ministro do Turismo e declarou ter certeza que não terão somente uma mera retomada, mas um grande impulso na economia como um todo, gerando maior desenvolvimento, emprego e renda para a cidade.

Empreendedorismo e inovação

General João Ferreira - diretor-geral de Itaipu
General joão Ferreira/ Foto: Lukas Franco

O turismo é um dos pilares da missão da Itaipu Binacional. A usina recebeu mais de 24 milhões de visitantes de todo o mundo. O recorde de visitação ocorreu antes da pandemia, em 2019, quando 1.028.225 turistas passaram pelos atrativos da binacional.

Além de o próprio Complexo Turístico Itaipu (CTI) ser um importante atrativo, a empresa também atua na promoção da atividade turística como forma de estimular o desenvolvimento da região de fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Com as melhorias, o diretor-geral da Itaipu, João Ferreira, projeta para a usina uma aproximação, cada vez mais, dos números do Parque Nacional do Iguaçu, principal atrativo de Foz.

“Além disso, em parceria com diversas entidades e a Prefeitura, estamos desenvolvendo uma série de ações que vão ajudar a impulsionar o setor turístico, como a ampliação do Programa Capacita Foz, que beneficiará diversos trabalhadores, e a campanha Vem pra Foz, de divulgação do destino”, completou general Ferreira.

“Juntos ajudaremos o turismo de Foz a se reerguer a patamares até mesmo superiores ao período pré-pandemia.” encerrou.

Garrido
diretor superintendente do complexo Itaipu, Eduardo Garrido/ Foto: Lukas Franco

O general Eduardo Garrido, diretor superintendente do PTI, diz que o período de baixa visitação também tem sido aproveitado para melhorar a capacitação do pessoal do Complexo Turístico Itaipu (CTI), além das obras nos mirantes feitas com parceria da Itaipu.

“Sabemos que, passado esse período da pandemia, o turismo de natureza terá muito mais procura. E não só pelos turistas do Brasil, mas do mundo todo”, afirmou Garrido.

“Acreditamos que, por isso, Itaipu e seus atrativos, como o Refúgio Biológico e Visita Panorâmica, terão maior procura.” complementou.

Garrido deu uma afirmação sobre o Programa Vila A Inteligente, que está transformando o bairro, no primeiro bairro inteligente do País, colaborando para que Foz entre no projeto do Ministério do Turismo.

As outras dez cidades que vão participar do projeto para implantação de Destinos Turísticos Inteligentes no país são: Rio Branco (AC) e Palmas (TO) representando a Região Norte; Recife (PE) e Salvador (BA) que integram o Nordeste; Campo Grande (MS) e Brasília (DF), pertencentes ao Centro-Oeste; Florianópolis (SC) e Curitiba (PR), localizadas na Região Sul; e o Rio de Janeiro (RJ) e Angra dos Reis (RJ), na Região Sudeste.

Penso não ser uma pessoa que saiba, mas que busca o conhecimento

Comentários

Deixe a sua opinião