A retomada do turismo vai ocorrendo de maneira gradual em Foz do Iguaçu. Isso é o que mostra uma pesquisa realizada pelo Sindhotéis (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares), a qual apontou que a média de ocupação da rede hoteleira da cidade no feriado de Finados será de 54,7%.

Há mais de duas décadas, a entidade realiza pesquisa para projetar a ocupação nos meios de hospedagem em feriados prolongados. Os dados técnicos têm várias utilidades para toda a indústria do turismo, seja para organizar o operacional a fim de receber os visitantes ou mesmo averiguar como está a procura pelo destino.

Apesar de ser uma taxa considerada baixa em comparação com o período pré-pandemia, os números trazem otimismo ao setor e revelam crescimento em relação à presença dos turistas nos feriados anteriores. Em setembro, o registro para o feriado da Independência foi de uma taxa de 30%, e, mais recentemente, o de Nossa Senhora Aparecida bateu a casa de 38,7%.

Assim como nos últimos levantamentos, os hotéis de cinco e quatro estrelas estão entre os mais procurados para o período de sábado (31) a segunda-feira (2), com média de ocupação de 61,9% e 57,7%. Os estabelecimentos de duas e três estrelas aparecem na sequência, com 50,1% e 49,2%.

A pesquisa identificou quase que a totalidade de brasileiros entre os hóspedes, mas não apura a origem geográfica do visitante. Por sondagem é possível afirmar que boa parte é do Paraná e estados vizinhos, como São Paulo.”

Neuso Rafagnin, Presidente do Sindhotéis

De acordo com o presidente do Sindhotéis, que concedeu entrevista à 100fronteiras, Neuso Rafagnin, “a retomada do turismo vai ocorrendo de maneira gradual em Foz do Iguaçu, feriadão a feriadão. Ao contrário dos últimos feriados, neste os visitantes terão a oportunidade de realizar a travessia da Ponte da Amizade para fazer compras em Ciudad del Este, no Paraguai. Outro motivador positivo no processo de retomada do turismo em Foz do Iguaçu é a campanha Vem Pra Foz, promovida pela Itaipu Binacional com apoio do trade turístico do Destino Iguaçu, cujo objetivo é estimular o turismo estadual e rodoviário.”

Neuso Rafagnin – presidente do Sindhotéis

Nosso turismo local está se fortalecendo, podemos até mencionar a pandemia como um fator relevante na construção do turismo em nossa cidade. Foi através dela, que muitas redes hoteleiras aqui em nossa cidade voltaram o seu olhar para os moradores locais e alguns até reinventaram-se na forma de propagar seu atrativo e forma de melhorar sua higiene e segurança com os hóspedes.

Além disso, a reabertura da Ponte da Amizade foi comemorada pelo setor do turismo, como sendo mais uma porta aberta para atrair turistas dos demais estados brasileiros e até internacionais.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião