Foto: Itaipu Binacional.

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, recebeu nesta terça-feira (30), no Centro Executivo da binacional, em Foz do Iguaçu (PR), o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Eduardo Aggio de Sá, e o superintendente no Paraná, Ismael de Oliveira.

Também participaram da reunião o diretor de Coordenação de Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell; o superintendente de Segurança Empresarial (SE.AD), Alfredo Santos Taranto; e o chefe da Assessoria de Informações (IN.GB), Francisco Ronald Rocha Fernandes.

Pela PRF, participaram ainda o diretor de Operações, Fábio Elissandro Cassimiro Ramos; o diretor de Inteligência, Moisés Dionísio da Silva; o diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação Substituto, João Batista Queiroz Neto; o coordenador-geral do Gabinete da PRF, Roberto Ferreira Barbosa; o chefe do Serviço de Operações no Paraná, Anthony Nelson Tchalski Nascimento; e o chefe da 5ª Delegacia no Paraná, Foz do Iguaçu, Luiz Antônio Gênova.

Itaipu e PRF discutiram projetos para melhorar a segurança na região de fronteira, como a iluminação do trecho urbano da BR-277, desde a aduana instalada na Ponte da Amizade, na fronteira com o Paraguai, até o posto da Polícia Rodoviária e, na sequência, até Santa Terezinha de Itaipu e São Miguel do Iguaçu.

Também foram discutidas questões relativas aos acessos à Avenida Tancredo Neves e ao Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu (que está sendo duplicado com recursos de Itaipu) e futuras parcerias envolvendo o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) para desenvolvimento de tecnologias de interesse da PRF.

De acordo com a IN.GB, “o incremento da parceria com a PRF proporciona a cooperação para o estudo da viabilização de projetos que pretendem alcançar o desenvolvimento de ações, cujas soluções atendem em sua plenitude aos interesses mútuos, relacionados à área de segurança, tão importante para o contexto regional e nacional”.

“A Itaipu está alinhada aos órgãos do governo federal em diversas frentes e não é diferente na área de segurança, fundamental para o desenvolvimento regional previsto na missão da empresa, razão pela qual estudamos parcerias com a PRF, de acordo com as diretrizes do presidente Jair Bolsonaro”, disse o general Silva e Luna.

A Itaipu
Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, 2,7 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira e paraguaia retomou o recorde mundial anual de geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de aproximadamente 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião