Cada vez mais as pessoas buscam por tratamentos terapêuticos para se conhecerem melhor, curar traumas e levar uma vida mais leve e com mais saúde. Em Foz do Iguaçu, a terapeuta Monique Pedrosa é especialista em atendimento terapêutico com Bioressonância, Método Procure Cicatrizes (MPC), Hipnose e Homeopatia.

Segundo ela, mais do que fazer terapia para curar alguma ferida interior, é um presente que você dá a si mesmo, pois é um momento de autocuidado, de autoconhecimento. “A terapia nada mais é que uma conversa na qual um profissional capacitado faz uma análise sobre o indivíduo, conversa, escuta. Existem vários tipos de terapeutas, no meu caso, sou uma terapeuta holística, eu olho o paciente como um todo. Analiso o campo biológico dele por meio da bioressonância e depois inicio o tratamento”, explica Monique.

Ao realizar a bioressonância, Monique consegue identificar qual a dieta geneticamente compatível com aquela pessoa e depois atua na parte emocional, realizando o tratamento em duas etapas: a etapa da limpeza do terreno biológico, para melhorar a saúde do indivíduo e, depois, a parte emocional.

“Nós somos seres em evolução, então a gente pode sempre melhorar. Muitas pessoas me procuram por ter problemas com relacionamento, seja de marido e mulher, mãe e filho… para isso eu realizo o eneagrama, que é uma análise de perfil comportamental, onde identifico a personalidade da pessoa, fazendo com que ela se autoconheça e a partir daí possa realizar a mudança na vida dela. Também aplico, quando necessário, a hipnose, para gerar estado de relaxamento profundo e ajudar a pessoa a acessar os traumas. Uso homeopatia, principalmente em casos de ansiedade e depressão”.

A Dra. Monique aplica, no máximo, 10 sessões de terapia para cada paciente, no entanto, tem aquelas pessoas que precisam de menos que isso para se conhecerem e mudarem hábitos e aquelas que querem continuar em tratamento depois das 10 sessões. Ela atende desde bebês até adultos e explica que muitos dos casos que ela atende, são de pessoas que possuem algum trauma do passado e que, por meio da terapia, descobrem o problema, tratam e conseguem ter uma vida mais saudável e feliz.

Confira a entrevista na íntegra com a Dra. Monique Pedrosa.

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras e recentemente conquistou pela 100fronteiras o primeiro lugar no 1º Prêmio Faciap de Jornalismo.

Comentários

Deixe a sua opinião