Chamado de Telemedicina Paraná, o aplicativo foi desenvolvido pela Celepar em parceria com a Secretaria da Saúde. A função do App é tanto para profissionais da saúde, quanto para a sociedade, sendo dividido em duas funções: a primeira é para o monitoramento dos casos de Covid-19 e é usado apenas por profissionais da saúde, na qual tem o objetivo de validar o cadastro para monitoramento das pessoas que entram no Paraná, vindas de outros estados ou países.

Já o App de cadastro é de uso do cidadão, que ao entrar na plataforma deve informar os dados pessoais e preencher um formulário sobre a sua condição de saúde. Após isso, o sistema fará uma triagem por meio de inteligência artificial e se a pessoa não tiver sintomas de coronavírus ela receberá informações de como se prevenir; já se for identificado os sintomas, ela será encaminhada para uma triagem com atendimento online e se ali não for identificado como possível coronavírus a pessoa receberá orientações, mas se for comprovado, ela será encaminhada ao atendimento médico por meio de vídeos, chat, áudio ou pessoalmente. Isso ajuda a manter o isolamento social, proteger os profissionais de saúde e também tranquilizar a população.

Passe para o lado e clique na imagem para ver o passo a passo de como realizar esse cadastramento pelo aplicativo no celular

A intenção dessa ferramenta ainda, de acordo com a secretaria do estado, é gerar um banco de dados com informações sobre o coronavírus, para assim saber as melhores formas de agir na prevenção.

Um apelo à população

Para que o aplicativo de fato tenha serventia é necessário que as pessoas busquem fazer o cadastro, pois com essas informações a Secretaria de Saúde consegue aplicar as melhores soluções. Toda a população paranaense deve se cadastrar, pois além de contribuir para o banco de dados, também receberá informações sobre a doença.

Agora que você já sabe a importância desse App, não deixe de se cadastrar e ajudar a conter esse vírus no Paraná.

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras e recentemente conquistou pela 100fronteiras o primeiro lugar no 1º Prêmio Faciap de Jornalismo.

Comentários

Deixe a sua opinião