Devido ao expressivo aumento do número de casos de Covid-19 registrados em Foz do Iguaçu na última semana, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 se reuniu na quarta-feira (23), para revisar os equipamentos, fluxos e protocolos de contenção à doença no município.

Somente na última semana epidemiológica, foram mais de 400 novos casos da doença na cidade, de pacientes entre 03 meses e 90 anos de idade. Cerca de 350 estão em isolamento e outros 54 já encerraram o período. Uma mulher de 83 anos foi a óbito.

A Secretaria Municipal de Saúde irá manter os decretos de combate ao coronavírus que estão em vigor, como a recomendação do uso de máscaras para pessoas com sintomas, e também em locais fechados ou com alto índice de ocupação. Contudo, reforça o pedido para que a população complete o esquema vacinal com todas as doses disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde.

Conforme explica a secretária de Saúde, Jaqueline Tontini, os perfis de casos confirmados demonstram que a doença está acometendo pessoas de todas as faixas etárias, portanto, crianças e adultos precisam estar com todas as doses em dia.

Para pessoas acima de 18 anos, são quatro doses necessárias. A vacinação contra a Covid-19 para adolescentes e adultos segue disponível em todas as 29 Unidades de Saúde.

Nesta semana, começaram a ser aplicadas as vacinas para crianças de 6 meses a menores de 3 anos de idade, via agendamento. A vacinação para crianças maiores de 3 anos continua disponível nas cinco unidades de referência (AKLP, Padre Monte, São João, Maracanã e Campos do Iguaçu), sem a necessidade de agendamento.

Para a faixa etária de 5 a 11 anos, o imunizante segue disponível nas seguintes unidades: Vila Yolanda, Jardim São Paulo I, Portal da Foz, Vila C Nova, Sol de Maio e Profilurb II.

“Hoje nós temos a vacina como uma importante aliada para o combate. Precisamos que todos tenham essa consciência e completem o ciclo vacinal. Somente assim vamos poder enfrentar esse quadro de aumento de casos e evitar que sejam necessárias outras medidas”, destacou Jaqueline.

Testagem e cuidados básicos

O chefe da Vigilância Epidemiológica, Roberto Doldan, confirma que o município irá pleitear junto à Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) a vinda de mais testes antígenos quadros sintomáticos, que está sendo realizada também nas UBS.

“Estamos monitorando o cenário e contando com esse apoio de todos. Quem apresentar sintomas deve realizar a testagem e se manter em isolamento, além de seguir usando máscaras de proteção. Toda a rede está capacitada e pronta para lidar com essa situação”.

Doldan ainda ressalta a importância da manutenção dos cuidados básicos de prevenção. “Não podemos esquecer de seguir lavando as mãos, usando o álcool em gel, cobrindo a boca e nariz ao tossir ou espirrar, entre outros hábitos que não podem ser deixados de lado”, completou.

Comentários

Deixe a sua opinião