Com o transporte aéreo paralisado desde março, a Administração Nacional de Aviação Civil (ANAC) da Argentina suspendeu todos os voos comerciais até o mês de setembro. Ou seja, até o momento, durante estes quatro meses, as companhias aéreas estão proibidas de vender passagens. A volta da operação de venda de voos regulares deverá ocorrer somente a partir do dia 1º de setembro. De acordo com o jornal La Nación (AR), apenas voos de repatriação ou de carga aérea estão permitidos a circular pelo país. “As companhias aéreas que operam serviços de transporte aéreo de passageiros com origem, destino ou dentro do território nacional poderão reprogramar suas operações regulares ou solicitar autorizações para operações não regulares a partir de 1º de setembro de 2020”, estabelece a ANAC.
Simulação de compra pelo website da Aerolíneas Argentina. Datas disponíveis somente a partir de setembro.
Ela adverte ainda que a volta à normalidade está sujeita ao levantamento efetivo das restrições impostas: “A situação sem precedentes causada pelo novo coronavírus não permite ter certeza quanto ao fim das medidas de isolamento social, preventivas e obrigatórias, cabendo supor que a saída [do confinamento] deve respeitar as restrições sanitárias que serão estabelecidas no devido tempo”, destaca a Administração Nacional de Aviação Civil. A data pode ser revista dependendo do fim da quarentena. Até a publicação desta matéria, a quarentena havia sido estendida para o dia 10 de maio.  
Fonte: Efe.com e La Nación (AR)