Pelo edital de 2018, 128 ideias se inscreveram para tentar uma vaga na Incubadora Santos Dumont
Nove novas empresas serão incubadas pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI) a partir de janeiro de 2019. Os empreendedores participaram do processo de pré-incubação do Programa de Desenvolvimento de Negócios da Incubadora Santos Dumont e foram selecionados por uma banca de especialistas para essa próxima fase. Na noite dessa quinta-feira (08), um jantar de reuniu todos os inscritos no processo para comemorar o ano em que a Incubadora teve os melhores números da história.
Na noite dessa quinta-feira, 8, o Parque Tecnológico Itaipu ofereceu um jantar de confraternização para os inscritos no Programa de Desenvolvimento de Negócios do PTI, a Incubadora Santos Dumont. O evento aconteceu no restaurante Barrageiros, dentro do Parque, e contou com a presença de empreendedores e autoridades.
Durante o cerimonial do evento, o diretor Superintendente do PTI, Jorge Augusto Callado, ressaltou que “estamos vivendo momentos históricos na região oeste do Paraná, na trajetória da Itaipu e do PTI. Nós trabalhamos para aproximar o Parque da sociedade e daqueles que buscam o desenvolvimento, criando ecossistemas de inovação e dando todo o apoio necessário. E, felizmente, estamos conseguindo consolidar isso”, comemora.
Os números da Incubadora foram celebrados na confraternização. Pelo último edital aberto, entre junho e julho, quase 130 ideias foram inscritas para tentar uma vaga na Incubadora, um recorde para a Santos Dumont.
“Foram 128 projetos inciais. Ao longo dos três meses, uns já vão desistindo porque percebem que não têm o perfil ou que a ideia não está tão pronta assim. 45 empresas chegaram ao final e, para a banca, 30 projetos foram aprovados. Nove foram selecionados para começar agora em janeiro”, explica o gestor da Incubadora, Pedro Sella.
No processo de pré-incubação, os empreendedores inscritos passam por capacitações nas áreas de mercado, gestão e pessoas, tecnologia e finanças. Para a validação dessas ideias, os inscritos passam por uma banca avaliadora, composta por empresários e investidores. Das 30 apresentações, realizadas entre os dias 5 e 7 de novembro, nove foram aprovadas para a incubação, sendo três em cada unidade da incubadora: no PTI, no Centro Universitário Uniamérica e na cidade de Marechal Cândido Rondon.
Incubadas 2019
Os trabalhos das empresas que passaram para a próxima etapa da Incubadora Santos Dumont começam já em janeiro. Uma das incubadas é a NotterBill, de Marechal Cândido Rondon, que desenvolveu um sistema elétrico para o aquecimento de aviários. Para o empreendedor, Luiz Cesar Billy, o PTI foi fundamental para o aprendizado da equipe. “O PTI nos fez ter a visão de mercado, como trabalhar com a empresa, não só com o produto. Pudemos visualizar o cliente final e esperamos, agora juntos, dar maior força para o nosso sistema”.
Foram aprovadas para a incubação:
Unidade PTI
1º lugar – Supermart: Plataforma online que reúne os supermercados, possibilitando compra e entrega; Dos empreendedores: Cibeli Saling e Marcio Scherer.
2º lugar – Coleta de Leite: Sistema de automação da coleta e rastreabilidade do leite de transportadores; Dos empreendedores: João Victor Ell, Aécio Flávio e Rafael Ghelardi.
3º lugar – TARS: Sistema de gameficação para atrações turísticas; Das empreendedoras: Bianca Gomes e Natália Teixeira.
Unidade Uniamérica
1º lugar – Projeto Aparelho Flexo Extensor: um aparelho de recuperação de trauma no joelho; Do empreendedor: Rogério Nunes Alves
2º lugar – Projeto Auditoria Analítica: sistema que tem o objetivo de melhorar a gestão na área da saúde e reduzir desperdícios; Dos empreendedores: Cleyber Henrique Santos e Marcelo Alves Gomes.
3º lugar – Projeto Desafio das Emoções: Jogo de tabuleiro para desenvolvimento de habilidades sócio-comportamentais para crianças e adolescentes; Das empreendedoras: Niadjva Medeiros, Larissa Davel, Vitória Alves e Aline Nimeyer.
Unidade Marechal
1º lugar – Projeto NotterBill: sistema elétrico para aquecimento de aviários; Dos empreendedores: Luiz Cesar Souza, Valdemar Notter e Elaine Notter.
2º lugar – Essence Vert: Indústria de extração de óleos essenciais; Da empreendedora: Lynara Maranhão
3º lugar – I.Eng – Soluções de impermeabilização da construção civil; Dos empreendedores: Leandro Specia, Luiz Henrique Specia, Marcio Rodrigo e Luiz Felipe Perin.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião