E com essa demanda, surgem opções para quem não quer se submeter ao bisturi para melhorar a aparência.

O ultrassom microfocado tem se mostrado cada vez mais presente no consultório médico: sem anestesia ou sedação, sem período de recuperação e com resultados duradouros, é o tratamento hors-concours do momento.

Ele atua provocando uma retração na pele e num tecido subjacente, o qual denominamos SMAS, uma delicada película, digamos assim, que envolve os músculos da mímica facial.

Com microfeixes pontuais que incidem no tecido alvo, há estímulo da produção de colágeno, o que continua a ser observado por um longo período após a sessão.

Em virtude disso, é recomendado que se faça, no máximo, duas sessões ao ano, em face.

Cada caso deve ser analisado individualmente.

Podemos tratar, além de rosto, áreas corporais, tais quais parte interna de coxas, a região acima do joelho e o bumbum.

Com o tempo, percebe-se uma aparência mais firme e jovem da região tratada.

Aparelho de origem alemã e aprovado pelo renomado FDA, o ultrassom microfocado permite a visualização do local que está sendo tratado e é uma opção segura para quem prefere procedimentos não invasivos para efeito lifting da face.

Consulte sempre seu médico.

Dra.-Maria-fernanda-Fiorini

Dra. Maria Fernanda Bertuol Fiorini

Médica formada pela PUC-RS
Pós Graduada pelo ISMD/SP
CRM/PR: 39750
Instagram: baobab_igu
Contato: (45) 98809 2127

Comentários

Deixe a sua opinião