Divertículos são pequenas saculações que surgem na parede do intestino grosso podendo ocorrer em qualquer parte do intestino, principalmente o lado esquerdo em um segmento chamado cólon sigmóide.

Chamamos de “diverticulose” a simples presença dos divertículos no intestino grosso. A diverticulite ocorre quando os divertículos ficam inflamados ou infectados, podendo apresentar abscesso ou perfuração.

O seu aparecimento está relacionado à diminuição da ingestão de fibras na dieta, idade avançada, obesidade , sedentarismo e tabagismo.

Estima-se que aos 50 anos de idade, aproximadamente 40% da população, tenha divertículos, subindo para quase 80-90% aos 80 anos de idade.

drauzio_diverticulite-diverticulose_

Não há uma relação direta entre os divertículos e o câncer de intestino, apenas alguns sintomas são parecidos. Em grande parte dos casos, diverticulose é uma doença assintomática, que passa despercebida e só é diagnosticada em uma investigação eventual. Uma pequena parcela dos pacientes apresenta algum sintoma, principalmente dor abdominal e mudança no hábito intestinal, passando a apresentar a “doença diverticular”.

O diagnóstico da Doença Diverticular  leva em conta o histórico do paciente e o exame clínico. Podemos solicitar tomografia computadorizada de abdome e colonoscopia.

Estabelecer o diagnóstico diferencial da Doença Diverticular é indispensável para afastar doenças como, câncer de cólon, bem como doenças inflamatórias intestinais, como doença de Crohn e Retocolite Ulcerativa, assim como apendicite aguda.

A grande maioria dos pacientes com doença diverticular necessita de tratamento clínico baseado principalmente na correção dos hábitos alimentares e eventualmente no uso de analgésicos.

O fator mais importante na correção dos hábitos alimentares é o aumento da ingestão de fibras (legumes, verduras, frutas e grãos) na dieta.

Portanto, ressalta-se que ter hábitos de vida saudáveis é essencial para a prevenção de doenças intestinais.

campanha-itaipu-janeiro-2022

Doutor Hijazi

Doutor Hijazi é cirurgião geral e um dos poucos coloproctologista em Foz do Iguaçu e colunista da revista 100fronteiras.

Comentários

Deixe a sua opinião