Existem diversas causas da obstrução uretral em gatos, como a presença de urólitos (pedrinhas), inflamação, tumores, entre outros.

Os machos são mais acometidos por possuírem uma uretra menos calibrosa do que as fêmeas.

Os animais acometidos tentam urinar continuamente, mas produzem poucas gotas, que às vezes estão com sangue. Também ficam em posição de urinar por vários minutos e lambem continuamente a região genital.

Os gatos produzem naturalmente uma urina muito concentrada, fruto da sua baixa ingestão de água, o que é explicado tendo a sua origem nos desertos.

Por outro lado, a implementação da alimentação com ração seca, que trouxe muitos benefícios, acabou por modificar a alimentação original dessa espécie, que comia na natureza basicamente carne, um alimento rico em água.

Também há o fato de que muitas fábricas de ração utilizam subprodutos da indústria sem um balanceamento adequado, o pode produzir rações de qualidade inferior que podem predisporà formação de urólitos.

No entanto, a grande maioria dos gatos que vivem dentro de casa é castrada, o que produz animais mais sedentários e que ingerem menos água ainda. Gatos são extremamente higiênicos e muitos refutam utilizar a caixa de areia quando ela está suja.

Com isso acabam “segurando” a urina por muito tempo, daí a importância de se manter as caixas de areia sempre limpas.

Animais obstruídos necessitam de tratamento veterinário rápido a fim de se permitir que a urina seja expelida livremente pelo corpo. Atualmente já é um pensamento corrente a necessidade de que os gatos comam alimentos ricos em água, como os sachês.

A tecnologia melhorou muito nos últimos anos e é possível encontrar produtos de qualidade superior. Aumentar as fontes de água na casa também é uma boa opção para estimular a ingestão de líquido.

Paulo Henrique da Silva

Graduado em Medicina Veterinária pela Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1991). Mestre em Ciência Animal pela Universidade do Oeste Paulista (2013), Especialista em Clínica Médica e Cirúrgica em Cães e Gatos pela Universidade Federal do Paraná – Campus Palotina(2008) e em Marketing e Propaganda pela Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Cascavel (1999). Professor Celetista no Centro Universitário Dinâmica das Cataratas nas disciplinas de Patologia Clínica Veterinária e Anestesiologia Veterinária (2012-2016). Pós-graduando em Gestão Empresarial pela FGV. Atualmente trabalha como Clínico e Cirurgião Geral na PetBrazil Clínica Veterinária em Foz do Iguaçu-PR. Desenvolve atividades de Responsabilidade Técnica e manejo de cães de detecção em vários estados do Brasil. Tem experiência na rotina de atendimento de cães e gatos há 28 anos ininterruptos.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião