A formação da região oeste do Paraná, seu desenvolvimento econômico e a fundação das principais cidades, pode ser explicada por dois fenômenos. O primeiro foi o sistema de extração da erva-mate, conhecido como obrages, vigente aproximadamente entre 1880 e 1930.

O segundo foi a ocupação sistemática do território por meio da ação de companhias colonizadoras, a partir dos anos 1930/40, organizadas para atrair agricultores do sul do Brasil, descendentes dos imigrantes europeus, principalmente alemães e italianos. Contudo, o extremo oeste, onde localiza-se Foz do Iguaçu, seguiu uma outra lógica.

Importantes cidades da região, como Cascavel, Toledo e Guaíra foram fundadas em 1952, a partir da ocupação motivada por empresas colonizadoras como Maripá, Industrial Bento Gonçalves e Mate Laranjeiras. Foz do Iguaçu, por sua vez, foi fundada em 1914 e tem mais relação com a colônia militar e do que com empresas colonizadoras.

Além disso, a maioria das cidades da região desenvolveu-se a partir da influência da principal atividade econômica do oeste paranaense: a agricultura. No caso de Foz do Iguaçu isso foi diferente. A criação dos parques nacionais na Argentina e no Brasil, o incentivo ao comércio de fronteira no lado paraguaio e, mais tarde, a construção da Itaipu, são os fatores que influenciaram para a formação do que a região veio a se tornar.

Foz do Iguaçu e oeste do Paraná
Mapa desenvolvido por Marcelino.

Na Tríplice Fronteira, a colônia militar e as relações internacionais são fatores mais relevantes do que as obrages e as empresas colonizadoras para explicar a nossa história.

Esse tema é discutido de forma mais profunda no artigo “Extremo Oeste: A historiografia regional, o Oeste e a (Tríplice) Fronteira internacional do Paraná”, publicado pelo Grupo de Pesquisa Sobre a Tríplice Fronteira (GTF|UNILA), que pode ser acessado no endereço a seguir: https://revistas.uepg.br/index.php/rhr

Marcelino T Lisboa

Professor na Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA - e doutor em Ciência Política.

Comentários

1 Comentário

Deixe a sua opinião

  1. Trouxeram também, o ódio e as idéias fascistas impregnadas na civilização européia.Hoje, pagamos um alto preço por ter acolhido essa gente irada no sul do Brasil.