Colégio Sesi Internacional - display portal

Um problema que pode ser evitado!

Você sabia que é totalmente viável diagnosticar precocemente e evitar uma amputação dos pés e pernas? Isso mesmo!

Já temos a tecnologia indicada para isso. Ela se chama resposta sudomotora da pele e está indicada no Consenso Internacional de Toronto. Nesse consenso, os especialistas em neuropatia discutiram os avanços, tecnologias e alternativas para vários assuntos, entre eles como fazer a detecção precoce desse mal difícil de dimensionar.

Humanitariamente, dói na alma da família quando um de seus entes queridos tem de ser amputado por uma complicação da DM. Uma perna se vai, mas parece que toda a família adoece junto, tamanha é a dor de todos. Faz mal também aos sistemas de saúde, que gastam muito com uma amputação (hospital e depois uma prótese).

Esse dinheiro poderia ser investido em prevenção e detecção precoce de complicações, porém é gasto para cortar, para decepar mais do que um pé ou perna, pois se corta junto esperança, qualidade de vida, perspectivas, futuro, produtividade e muito da felicidade de uma pessoa.

Perde também a Previdência Social, que aposenta uma pessoa que poderia estar feliz e produtiva. Ou seja, todos perdem. Todos sofrem.

Mas a grande novidade é uma tecnologia não invasiva, um exame realizado em apenas dez minutos, que identifica o problema muito antes de um desfecho terrível como a amputação, dando chances ao paciente de tratá-lo e, desse modo, preservar a integridade de seus pés e pernas.

Na França e nos EUA, esse exame já é realizado e pago pelos sistemas de saúde. Na América Latina, o exame não tem sido realizado. Uma triste realidade que a partir de agora vamos começar a mudar.

O Instituto Ferreira investiu na aquisição dessa tecnologia. Já estamos fazendo os exames para identificar se você, parente ou amigo(a) diabético(a) tem o risco de vir a desenvolver uma ferida, uma úlcera, que pode evoluir para amputação. Isso mesmo!

Identificamos com antecedência o risco e sua severidade. A partir daí basta seguir as orientações médicas e os medicamentos prescritos e acompanhar a evolução do tratamento.

Quem deve realizar esse exame:

  1. diabéticos e pré-diabéticos;
  2. portadores de hanseníase;
  3. quem usa betabloqueador de modo crônico; e
  4. quem tem dor, formigamento, cansaço ou queimação nos pés.

Se você tem algum parente ou amigo que se encaixe no descrito acima, saiba que ele deve realizar o exame, pois a nossa missão é priorizar a prevenção, o diagnóstico precoce, a saúde e, sobretudo, a qualidade de vida de toda a população.

Medicina Integrativa e Estética Médica. Especialista em Implantes Hormonais Bioidenticos e Prática Ortomolecular.

Comentários

Deixe a sua opinião