Em um dia do verão de 2019, um cidadão da Tríplice Fronteira me disse: “Aqui é tão quente porque fica num buraco. É o ponto mais baixo entre Curitiba e Assunção”.

E você sabe em que altitude ficam essas localidades?

Na figura que ilustra esse texto há uma linha vermelha, que é uma linha reta que sai do litoral paranaense, ao nível do mar, e vai até Assunção.

Na parte baixa da figura há um perfil de elevação, que indica a altitude de cada ponto nessa linha.

altitude-tríplice-fronteira
Foto: Arquivo pessoal.

Saindo do litoral paranaense, a altitude sobe para cerca de 900 metros, na região de Curitiba, e segue subindo até a marca aproximada de 1.300 metros nas proximidades de Guarapuava. Daí em diante é “ladeira abaixo”, até chegar à região da Tríplice Fronteira, onde a altitude média das regiões urbanizadas nos três lados da fronteira é de cerca de 190 metros.

Na região de Assunção, por sua vez, as altitudes na região urbanizada variam de 85 metros, na parte mais próxima ao Rio Paraguai, até 150 metros acima do nível do mar, nas regiões mais afastadas do rio, com uma média em torno de 115 metros.

Depois desse ponto, seguindo em direção aos Andes, a altitude começa a aumentar, indicando que a região de Assunção, nessa linha reta, é o ponto de menor altitude entre a Serra do Mar e os Andes.

Respondendo ao cidadão citado no início deste texto: Assunção é a região de menor altitude entre Curitiba e Assunção, e não a Tríplice Fronteira.

Marcelino T Lisboa

Professor na Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA - e doutor em Ciência Política.

Diálogos 100fronteiras

1 Comentário

Deixe a sua opinião