• Ética

A ética pode ser entendida como a área da Filosofia que estuda o comportamento humano, individual ou social, sozinho ou em grupo. Em outras palavras, é a disciplina filosófica que procura explicar por que a pessoa ou o grupo se comportam de determinada maneira.

  • Moral

Moral é o comportamento em si, a conduta, seja em grupo, seja no âmbito individual.
Referencial. Ambos os conceitos anteriores utilizam o paradigma de análise intrafísico, cartesiano-newtoniano, portanto, limitados à dimensão material. Consequentemente, a conclusão fica parcial.

  • Ampliação

Já a Cosmoética, ou Cosmoeticologia, é a especialidade da neociência Conscienciologia que estuda o comportamento consciencial (a moral) e define-se como sendo a reflexão sobre essa moral (a conduta) considerando os pilares do paradigma consciencial que, entre outros, leva em consideração para explicar o comportamento da pessoa (a consciência):

  1. multidimensionalidade – a existência de diversas dimensões energéticas além da dimensão material e com as quais interagimos o tempo todo;
  2. multiexistencialidade – a consciência vive (se manifesta) nessa dimensão física diversas vezes;
  3. pensene – a consciência pensa, emite sentimentos/emoções e energia o tempo todo, de modo indissociável;
  4. energia consciencial – energia utilizada pela consciência, de modo geral, nas manifestações pessoais;
  5. energia imanente – energia existente no cosmos.
  • Cosmoeticologia

Em outras palavras, a Cosmoeticologia é a ponderação sobre as condutas conscienciais com base no modelo evolutivo mais maduro existente na escala evolutiva das consciências: o ser serenão, a consciex livre. Tais referenciais contribuem de modo que possamos identificar criticamente e com discernimento cosmoético as condutas erradas a serem modificadas e reconhecer as manifestações corretas com vistas ao aprimoramento.

  • Foco

Quando esse estudo se direciona à análise da manifestação pessoal, estamos no âmbito da Autocosmoeticologia.

Exemplos

Essa ponderação ininterrupta desencadeia diversos benefícios evolutivos, entre outros, os 20 a seguir listados em ordem alfabética:

  1. aceleração da produtividade com foco na tarefa do esclarecimento;
  2. alargamento da honestidade pessoal;
  3. ampliação do otimismo;
  4. amplificação da lucidez;
  5. aperfeiçoamento dos pensenes moralmente positivos;
  6. aprimoramento da empatia;
  7. detalhamento da intercompreensão;
  8. diminuição da impulsividade;
  9. eliminação das dúvidas paralisadoras;
  10. extensão da lógica, razão, racionalidade;
  11. incremento das decisões corretas;
  12. instalação do equilíbrio íntimo;
  13. intensificação da disposição física e mental;
  14. melhoria do bom humor cosmoético;
  15. modificação das emoções instintivas;
  16. progressão da lisura;
  17. qualificação das condutas assistenciais;
  18. reciclagem dos trafares (traços-fardos);
  19. supressão das angústias;
  20. valorização dos trafores (traços-força, qualidades).
  • Megassíntese

Em resumo, a Cosmoética e a Autocosmoética aplicadas trazem felicidade, harmonia, equilíbrio. Tornam-nos, portanto, seres melhores.

Possui estágio de pós doutorado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), é Doutorada em Direito pela UFSC e Coordenadora Admin., Educação e Pesquisa na COSMOETHOS.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião