Bioestimuladores são substâncias que estimulam a produção de colágeno quando injetadas em determinadas camadas da pele. Podem ser utilizados para reposição de volume a longo prazo e diminuição da flacidez. As substâncias mais utilizadas para este fim são:

  • Hidroxiapatita de Cálcio – Radiesse
  • Ácido Poli-l-lático – Sculptra
  • Ácido Hialurônico + Hidroxiapatita de Cálcio
  • Fios de PDO
  • Profhilo
  • Ellansé

Mais colágeno na pele é sinal de uma pele mais firme. Os bioestimuladores melhoram o aspecto de forma muito natural e delicada.

A degradação do colágeno no organismo humano ocorre naturalmente a partir dos 30 anos de idade, com perda aproximada de 1% ao ano. Exposição solar excessiva, exercícios físicos intensos, poluição e tabagismo podem acelerar este processo. Os principais sinais clínicos decorrentes deste fenômeno são: flacidez, perda de volume, de elasticidade e de hidratação natural da pele.

A aplicação de bioestimuladores promove a formação de novo colágeno, proporcionando uma recuperação da firmeza perdida ao decorrer dos anos e uma melhora na qualidade da pele.

O número de sessões varia conforme o grau de flacidez. Em peles mais jovens, geralmente, uma sessão já melhora e serve como prevenção. Já peles mais maduras necessitam de mais sessões e de tratamentos combinados.

Pode ser aplicado nas seguintes regiões:

Bochechas, mandíbula, queixo, têmporas , pescoço, glúteo, abdômen, pernas, braços e seios.

Seus efeitos são graduais e duradouros, pois o organismo continua a produzir o colágeno até 6 meses após o tratamento. O resultado é um rejuvenescimento e uma recuperação natural dos contornos da face e do corpo.

Os efeitos são percebidos em torno de 4/6 semanas após a primeira sessão, com resultado final após 3 meses.

Dra.Fernanda Ulrich

Dra. Fernanda Ulrich

Dra.Fernanda Ulrich é Biomédica Esteta
especializada em Harmonização Facial e atua a 15 anos na área.

Comentários

Deixe a sua opinião