Colégio Sesi Internacional - display portal

O Movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama, o Outubro Rosa, foi criado no início da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, nos Estados Unidos.

A data é celebrada anualmente com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença; proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento; e contribuir para a redução da mortalidade.

As instituições de combate ao câncer promovem eventos técnicos, debates e apresentações sobre o tema, assim como produzem materiais e outros recursos educativos para disseminar informações sobre fatores protetores e detecção precoce do câncer de mama, o que garante maior índices de  cura da doença.

            O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células anormais da mama, que forma um tumor com potencial de invadir outros órgãos formando metástases. 

Há vários tipos de câncer de mama.

Alguns têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem lentamente. A maioria dos casos, quando tratados adequadamente e em tempo oportuno, apresentam bom prognóstico.

O exame de imuno-histoquímica identifica os diversos tipos de câncer de mama.

O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença. 

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece tratamento para o câncer de mama em Unidades Hospitalares especializadas chamadas de UNACON ou CACON.

Uma destas unidades funciona em Foz do Iguaçu, no Hospital Ministro Costa Cavalcanti.

No Brasil ocorrem 66.280 novos casos por ano. Sendo que 18.068 mulheres e 227 homens perecem anualmente, vitimados pela doença.

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis de vida: a atividade física regular, o controle do peso, o controle do consumo de bebidas alcoólicas e refrigerantes, a amamentação prolongada e  a abstenção do fumo contribuem para a prevenção do câncer de mama que ainda causa tantas vítimas.

Além disso, a mamografia anual é essencial para o diagnóstico precoce, que assegura maior possibilidade de cura.

Dr. A Ricardo Sabbi CRM7093.

Membro Emérito da Sociedade Brasileira de Mastologia.

Antoninho Ricardo Sabbi

Membro emérito da Sociedade Brasileira de Cancerologia e Mastologia. CRMPR-7093.

Comentários

Deixe a sua opinião