Dezembro é vermelho porque é o mês da campanha nacional de prevenção ao/à HIV/AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis. Atividades e mobilizações para enfrentar e prevenir estas doenças são promovidas no Brasil e no Mundo.

Causada pelo Vírus HIV, a AIDS ataca o sistema imunológico, alterando o DNA das  células de defesa do organismo, fazendo cópias de si mesmo, que se disseminam pelo corpo.

Pessoas contaminadas transmitem a doença pelas relações sexuais desprotegidas e  pelo compartilhamento de seringas contaminadas. Além disso, a mãe infectada passa a doença para o filho durante a gravidez e o aleitamento.  

Existe tratamento eficiente – inclusive, oferecido pelo SUS. Ele impede que o vírus se multiplique e, assim, mantém a imunidade contra a doença. 

As Infecções Sexualmente Transmissíveis são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos. São transmitidas pelo contato sexual (oral, vaginal, anal) sem o uso de preservativo masculino ou feminino, ou, ainda, por através fa gestante contaminada para o filho.

O Cancro Mole (cancróide), HPV, Donovanose, Gonorreia, Infecção por Clamídia,   Linfogranuloma venéreo (LGV), Sífilis, Infecção pelo HTLV, Tricomoníase, Doença Inflamatória Pélvica (DIP), Infecção Crônica da Próstata, são mais frequentes em quem tem relações com múltiplos parceiros e sem camisinha.

Além disso, dezembro também é laranja em função da Campanha Nacional de Prevenção do Câncer da Pele, o tipo mais frequente de câncer no Brasil, com 80 mil novos casos ao ano. Se descoberto no início, é curado em mais de 90% dos casos.

dezembro-laranja-cancer-de-pele
Foto: Reprodução internet.

A prevenção se faz evitando a exposição prolongada ao sol – especialmente entre 10h e 16h; bem como o uso de  proteção adequada para quem se expõe muito ao sol – como roupas claras, bonés ou chapéus de aba larga, óculos escuros com proteção UV, sombrinhas, barracas,   uso de filtro solar com fator de proteção 30 ou superior.

Vale lembrar que o protetor solar deve ser aplicado na pele  antes da exposição ao sol.



Antoninho Ricardo Sabbi

Membro emérito da Sociedade Brasileira de Cancerologia e Mastologia. CRMPR-7093.

Comentários

Deixe a sua opinião