A Manfing, startup incubada pelo Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR), acaba de receber um aporte de R$ 1 milhão que será fundamental para a expansão da empresa.

O investimento será feito pela Meta Ventures, uma venture capital do ecossistema digital, que anunciou a decisão após algumas empresas passarem por um processo de avaliação e seleção.

A startup de Toledo (PR) desenvolveu uma plataforma de previsão de vendas, aplicando a inteligência artificial para interpretar o histórico de consumo de clientes, identificando quem são eles, a sua probabilidade de retorno, os produtos que mais compram e o conjunto de produtos que podem ser oferecidos no melhor momento.

Segundo Leandro Volanick, CEO e co-founder da Manfing, passar pelo processo de incubação no Parque Tecnológico fez toda a diferença para a evolução da empresa.

Para nós foi fundamental fazer parte do ecossistema do PTI, as assessorias, as mentorias, a rede de contatos profissionais.

Participar da incubação qualificou nossa empresa, nossos produtos e também ampliou os horizontes, nos deu maior visibilidade e abriu muitas portas para conquistarmos novos clientes, inclusive iniciar nossa internacionalização”, disse Volanick.

Os próximos passos da Manfing serão ampliar o número de colaboradores e se tornar referência no setor.

A projeção da empresa é crescer dez vezes nos próximos dois anos. Atualmente temos 12 colaboradores e desejamos crescer para 40. São novos empregos na região oeste do Paraná. Também desejamos nos tornar referência nacional na área de inteligência artificial”, explicou.

Incubadora Santos Dumont

De acordo com Regean Gomes, gerente do Centro de Empreendedorismo do PTI-BR e da Incubadora Santos Dumont, a missão do Parque Tecnológico é estimular a inovação e o empreendedorismo na região de Foz do Iguaçu, acolhendo projetos incipientes ou em estágio mais avançado.

O PTI vem contribuindo no desenvolvimento de muitas startups da região. Temos aqui diversos especialistas em tecnologias e em negócios, bem como investidores. Nosso ecossistema cria condições para que os empreendimentos cresçam. Assim, conseguimos atingir nosso objetivo que é gerar riqueza e bem-estar para a sociedade”, explica Regean.

O Parque Tecnológico conta hoje com mais de 40 empresas incubadas e deve ampliar ainda mais esse número.

Recentemente foi lançado o Hangar PTI Startups, que vai acompanhar 30 startups que receberão suporte de especialistas e seguirão no processo de maturação para, no fim, serem escolhidas cinco finalistas que receberão aporte de R$ 30 mil, além do apoio para o processo de incubação e ida ao mercado.

alep-vacina-campanha

Comentários

Deixe a sua opinião