Foto: Assessoria/Encopel.

A empresária e também psicóloga, Noeli Oro, que é Diretora de Recursos Humanos da papelaria Encopel, e outra psicóloga, amiga dela, resolveram colocar em prática nesse ano tão diferente um projeto que poderia ao mesmo tempo ajudar várias pessoas.

A amiga de Noeli, Karine, trabalha com as presas da Penitenciária Feminina da cidade. Após várias conversas, as duas decidiram levantar as mangas e repassar material e condições para que as detentas pudessem aprender e a fazer artesanato.

Soltando a imaginação – Para dar o chute inicial, a Encopel, repassou cerca de R$ 5.000,00 em tintas para tecido, tintas para madeira e spray. O material doado para o projeto estava perto do prazo de vencimento, mas ainda podia ser utilizado, sem riscos para a saúde.

Com a imaginação a mil, com orientação e com o material nas mãos, as presas soltaram a criatividade e começaram a produzir. Era exatamente o objetivo que as duas psicólogas buscavam inicialmente.

Mundos diferentes unidos pela arte – Além de doar o material e incentivar as detentas a produzir, a idéia era justamente que elas mostrassem o que são capazes de fazer.
E o resultado apareceu em pouco tempo. Hoje as presas pintam e “bordam”, mostrando que aprendem mais a cada dia.

Recentemente, elas atenderam a um pedido da própria Encopel e produziram 109 bolsas de tecidos confeccionadas e pintadas por elas mesmas.

Homenagem – As bolsas foram entregues pela papelaria para todas as diretoras das escolas privadas e públicas aqui de Foz, no último dia 15 dia do professor.

“Nós entregamos a bolsa produzida pelas presidiárias e um estojo com 1 caneta Bic, além de uma cartinha em homenagem ao Dia do Professor”, afirmou Noeli.

A empresária e psicóloga, também disse que “quando cada um faz um pouco, é possível ajudar o próximo e buscar sempre o bem coletivo, além de incentivar as pessoas a redescobrirem novos valores, novos dons e por que não, talvez até uma nova alternativa de renda”.

A Noeli, a Karine e a equipe da Encopel acreditam que a educação é um dos principais pilares da sociedade e o professor é o principal elemento de sustentação desse pilar por transformar vidas por meio do ensino.

Essa transformação, afirma Noeli, “pode ocorrer em uma sala de aula, em uma oficina de trabalha ou mesmo dentro de uma penitenciária. Quando há pessoas dispostas a aprender e pessoas dispostas a ensinar, a vida se completa”.

A empresária também ressaltou que o ‘Asas da Liberdade’ é um projeto de reabilitação que pode ajudar a transformar a vida das detentas, por meio da arte.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião