Colégio Sesi Internacional - display portal

O ecossistema do Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR) acaba de criar sua primeira empresa spin-off no mercado de tecnologia: a Lean Automation Smart Systems S.A.

A equipe operacional desta Spin-off é composta por profissionais que atuavam no Centro de Automação e Simulação de Sistemas Elétricos (AS.DT) do PTI-BR, além de outros profissionais intermitentes alocados por projetos.

A empresa de base tecnológica é especializada em soluções para automação de instalações críticas, atendendo não apenas o setor de energia, mas diversos outros mercados como a agroindústria, empresas de alimentos e bebidas, indústria farmacêutica, entre outros.

A Lean Automation atua também com o desenvolvimento de soluções em eletrônica digital e software embarcado com foco na nacionalização de produtos; soluções em sistemas inteligentes aplicados à indústria 4.0; soluções em controle, automação, comunicação e sistemas de gestão energética aplicados a microrrede; e soluções personalizadas para testes, medição e comissionamento de ativos industriais.

De acordo com o engenheiro Rodrigo Otto, diretor operacional da empresa, o PTI-BR, que é sócio da empresa, ampliou seu modelo de negócios para lançar sua primeira spin-off em 2021, dando todo o suporte necessário para a estruturação do negócio.

“Trabalhamos o plano de negócio por mais de 10 meses. Confiamos muito na nossa capacidade técnica. O nível da experiência dessa equipe multidisciplinar equivale a empresas já consolidadas no mercado presentes em grandes centros do Brasil. Já estamos em contato com as cooperativas e indústrias da região. Estamos recebendo muitas demandas”.

Disse Rodrigo Otto.

Ainda para Rodrigo Otto, é uma grande responsabilidade ser a primeira spin-off do Parque Tecnológico Itaipu.

“Estamos em um momento delicado e instável da pandemia de Covid-19, mas todos nós estamos com grande expectativa para esse trabalho dar certo. É uma grande responsabilidade ser a primeira spin-off do PTI-BR”.

Parque Tecnológico de Itaipu

Mentalidade Empreendedora

Segundo Rodrigo Régis de Almeida Galvão, diretor de negócios e inovação do PTI-BR, o lançamento da primeira spin-off é resultado da mudança de foco na atual gestão. Até 2019, a fundação atuava como um grande Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT).

A partir de 2020, a instituição passou a ser um ecossistema com foco na geração de desenvolvimento e bem-estar através do empreendedorismo.

“As diversas ações voltadas para a expansão de empresas só foram possíveis, a partir de 2020, porque os 16 anos de PTI possibilitaram o desenvolvimento de capital humano e tecnológico. Coube a essa nova gestão, com a diretoria de negócios e inovação, mudar a mentalidade de negócios para que seja atrativo mais empresas saírem daqui de dentro”.

Explicou.

Ainda de acordo com Rodrigo Régis, o modelo que está sendo aplicado no Parque Tecnológico é novo para essa organização.

“Meu papel é fazer negócios e meu foco é a participação nos resultados das empresas, o modelo praticado é esse. Quanto mais formos por esse caminho, melhores serão os resultados para o Parque Tecnológico”.

Disse o diretor.

Comentários

Deixe a sua opinião