banner-foz-itaipu-foz

O uso de plantas medicinais vem de práticas antigas que geralmente são passadas de geração para geração nas famílias. Para quem não gosta de ficar tomando remédios, esta pode ser uma alternativa para prevenir doenças e sintomas. 

Existem plantas medicinais de todos os tipos, tamanhos e finalidades. Para se ter uma noção: vai do alho à uma árvore de areticum. 

A seguir, iremos lhe apresentar 7 plantas medicinais que poderão te ajudar na prevenção de alguma doença, alergia, sintomas, e até mesmo estresse. 

Plantas medicinais que são fáceis de ser cultivada em casa

Alho 

Quem não tem uma cabeça de alho em casa? É tempero que tem se não em todas, na maioria das casas brasileiras. Ele é apreciado pela maioria das pessoas, mas você sabia que ele é bom para vários problemas? 

O alho é considerado uma “planta medicinal” pois tem o poder de reduzir o colesterol alto, atuando como um antisséptico. Também aumenta a imunidade e alivia os problemas circulatórios. Segundo pesquisas, o alho é um poderoso anticancerígeno quando consumido cru. Mas cuidado! Algumas pessoas podem ser alérgicas a ele.

Alho
Foto reproduzida da Internet.

Alecrim

O alecrim é uma erva que ajuda a curar hematomas, além de ajudar na digestão de alimentos, ser antidepressivo, ajuda na ansiedade e dor de cabeça. Ele atua no sistema nervoso, ajudando na concentração, raciocínio e memória. 

Vale a pena tê-lo em casa, não? Saiba como cultivá-lo: 

A forma do alecrim é em arbustos ramificados sempre verdes. É importante, se for plantar a erva em um vaso, cuidar com a drenagem da água para evitar que apodreça as raízes. 

Ele se adapta em qualquer solo, desde que esteja bem drenado, mas prefere os mais secos. É importante que seu alecrim esteja diretamente no sol.

A colheita pode ser feita após 90 dias de plantio. Mas o recomendado seria esperar mais, pois como ela ainda está jovem, a colheita pode prejudicar o seu desenvolvimento. 

Foto reproduzida da Internet.
Foto reproduzida da Internet.

Erva Cidreira 

Existem quatro tipos de cidreira: a cidreira-capim, erva-cidreira a cidreira verdadeira e a melissa. Ambas são compostas por propriedades calmantes, sedativas, relaxantes, digestivas, alívio nas dores de cabeça, TPM, e gases.

A aparência da cidreira-capim é a mais rústica, tendo folhas cumpridas e não precisa de muitos cuidados. Ela precisa de bastante sol e um solo bem drenado não precisa de muitas regas, umas duas por semana é o suficiente. 

Foto: Pinterest
Foto: Pinterest

A cidreira verdadeira é mais da sombra ou meia sombra, no verão gosta de solo mais úmido, mas cuide para não encharcá-la e observe se está bem drenada, ela não precisa de muito espaço para se desenvolver. 

Foto reproduzida da Internet.
Foto reproduzida da Internet.

Calêndula

A calêndula é uma planta medicinal conhecida também como bem-me-quer, mal-me-quer, e margarida dourada, tem grandes potenciais com a pele: queimaduras, inflamações e processo de cicatrização. 

Além de benefícios para a pele, ela também fortalece o sistema imune, atua no fígado, e controla os níveis de açúcar no sangue.

A calêndula é usada para fazer chá com suas flores secas, banhos, pomadas e tinturas. 

Formas de usar: 

  • Cataplasma de calêndula: amassar folhas e flores da calêndula em um gaze e pôr em cima da ferida ou acne, deixando atuar durante 30 minutos.
  • Gargarejos: preparar o chá de calêndula morno para gargarejar por 30 segundos e repetir 3 a 5 vezes;
  • Limpeza de feridas: preparar o chá de calêndula, deixar esfriar e depois utilizar a infusão para lavar a ferida.

A calêndula ajuda a regularizar a menstruação e ameniza as cólicas. 

Foto reproduzida da Internet.
Foto reproduzida da Internet.

Plantas medicinais: Árvores

Areticum

Você sabia que o areticum é medicinal? Ele é um fruto do cerrado que apresenta polpa adocicada rica em ferro, potássio, cálcio, vitamina C, vitamina A, vitamina B1 e B2, o que o torna uma fruta com excelente valor nutricional, e que pode auxiliar na prevenção de doenças como reumatismo, úlcera e até câncer de pele.

Em uma colaboração estabelecida pelo professor Pivatto, do Instituto de Química, com o professor Foued Salmen Espindola, do Instituto de Genética e Bioquímica ambos da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), mostra que as cascas do areticum jogadas fora, são compostas por propriedades que podem combater o Alzheimer. 

Foto reproduzida da Internet.
Foto reproduzida da Internet.

Os pesquisadores almejam que isso possa auxiliar na produção de novos medicamentos. E alertam também que o uso de chás ou preparos à base de plantas de forma indiscriminada não é uma prática recomendada, visto que elas podem conter substâncias nocivas à saúde. 

Amoreira Negra

A amoreira Negra, também conhecida como amoreira-do-bicho-da-seda ou amoreira-preta, serve para ajudar no tratamento de diabetes, dor de dente, hemorragias, inflamações na boca, pedras nos rins, eczema, problemas intestinais, acne, febre, dor de cabeça, verme, erupções cutâneas, tosse e reduz o risco de úlcera.

Amoreira Negra
Foto: iStock, Getty Images

Ela possui propriedades anti-inflamatórias, anti-séptica, calmante, cicatrizante, diurética, laxante, refrescante, rejuvenescedora e revigorante.

A amoreira pode ser consumida na sua forma natural, no preparo de compotas, geleias, sorvetes e tortas e, para uso medicinal, as partes utilizadas da amoreira negra são as folhas, frutos e cascas.

  • Chá para vermes: Ferver 40 g de casca de amoreira negra com meio litro de água. Depois deixar esfriar, coar e tomar de 3 a 4 vezes.
  • Chá para pressão alta: Ferver 15 g da fruta em 1 litro de água. Tampar e coar.

Plantas medicinais para 3 problemas mais comuns na saúde

Plantas medicinais para dor de garganta

Algumas plantas medicinais aliviam a dor de garganta pois possuem propriedades anti-inflamatórias e antibióticas, veja quais são: 

  • Gengibre: Anti-inflamatório e antisséptico natural que elimina possíveis bactérias que estejam causando a inflamação da garganta.
  • Toranja:  É rico em vitamina C e tem forte ação anti-inflamatória que diminui rapidamente o desconforto causado pela inflamação da garganta.
  • Hortelã: A hortelã ajuda a purificar e acalmar a irritação da garganta, podendo ser usado em vários tipos de dor de garganta.

Má digestão e dor no estômago

  • Boldo: O boldo é a planta adequada para usar depois de uma refeição muito grande e pesada, com muita gordura, pois facilita o funcionamento do fígado e da vesícula biliar, facilitando a digestão das gorduras.
  • Erva-doce: é uma planta muito versátil que estimula o processo digestivo, podendo ser usada para aliviar sintomas como estômago estofado, dor no estômago ou arrotos frequentes.

Pressão alta

  • Folhas de oliveira: As folhas de oliveira possuem efeito vasodilatador que permite diminuir a pressão arterial. Alguns estudos indicam que pode até ter um efeito semelhante com alguns remédios de farmácia, como o Captopril.
  • Alho: O alho deixa o sangue mais fluido e, por isso, é ótimo para prevenir o surgimento de doenças cardiovasculares, entre as quais pressão alta.

Leia também:

Diálogos 100fronteiras

1 Comentário

Deixe a sua opinião