Foz do Iguaçu será o local de chegada ao Brasil das elefantas viajantes da Argentina, Pocha e Guillermina, nesta terça-feira (10). Elas saíram de Mendoza (ARG), no dia 7 de maio com destino ao Santuário de Elefantes Brasil (SEB), localizado na Chapada dos Guimarães, Mato Grosso.

A passagem por Foz teve o apoio da Prefeitura de Foz do Iguaçu, por meio da Diretoria de Assuntos Internacionais, que atuou ao lado dos consulados para garantir um trajeto sem complicações.

A história das elefantas

As elefantas viviam no Ecoparque Mendoza, na Argentina, sem muito espaço para locomoção por conta dos muros de concreto que cercam o local. No Santuário que elas estão a caminho, terão um espaço de 1.100 hectares na floresta, além da companhia de outras cinco elefantas.

Pocha é a mãe e tem 55 anos. Ela chegou ao zoológico em 1968, vinda da Alemanha. Já Guillermina tem 22 anos e nasceu na Argentina, sem conhecer outro ambiente que não fossem as paredes de concreto.

O processo de transferência já dura anos, e foi atrasado por conta da pandemia. Antes da viagem, as elefantas passaram por treinamentos de adaptação às caixas de transporte individual.

De acordo com os biólogos do Santuário, há muita expectativa para a adaptação da família ao novo local, que será um momento de descoberta e oportunidades, principalmente para Guillermina, que terá um primeiro contato com o mundo natural.

Como o santuário não é aberto ao público, a nova vida de mãe e filha deverá ser com tranquilidade, em um local destinado a proteger, resgatar e prover um ambiente natural para elefantes em cativeiro.

Com informações da Comunicação Social da Prefeitura de Foz do Iguaçu.

Comentários

Deixe a sua opinião