A CASACOR São Paulo abriu as portas nesta semana para o público em São Paulo, no Conjunto Nacional, na Avenida Paulista.

Um dos destaques é a Casa Coral, um ambiente assinado por Marcelo Salum para Coral, a tinta oficial da mostra, que é uma homenagem ao casal de designer Attilio Baschera e Gregório Kramer (in memoriam), ícones da estamparia e design voltado à decoração e que deram origem à saudosa loja de tecidos decorativos Larmod. Essa é a terceira participação do arquiteto na edição paulistana de CASACOR.

No ambiente, muita cor, estampas de natureza e abacaxis dos tecidos desenvolvidos pela dupla, além de objetos pessoais, como os desenhos de Attilio e o piano que Gregório tocava suas músicas prediletas. Inspiradas na vida dos homenageados, foram criadas pelo artista mineiro Juliano Aguiar duas esculturas em cimento e cristal, intituladas Visão e Criação.

Casa Coral por Marcelo Salum
 Arcos no projeto da Casa Coral, por Marcelo Salum. Foto: João Paulo Oliveira.

O infinito particular da vida deste celebrado casal está presente em cada detalhe desse espaço com uma atmosfera predominante dos anos 1970. Por meio de uma profusão de cores, tecidos e objetos de acervo pessoal, o espaço conta a história riquíssima dessa dupla inovadora, expoente da decoração nacional que segue influenciando muitos decoradores com sua obra cheia de bossa e descontração.

Para a criação do espaço, o arquiteto mergulhou na vida de Attilio e Gregório, coletando depoimentos dos amigos mais próximos e com acesso ao acervo que conquistaram ao longo da vida.

Casa Coral por Marcelo Salum
 Objetos pessoais dos homenageados dão um toque especial ao projeto de Marcelo Salum. Foto: João Paulo Oliveira.

Tecidos, cores, objetos pessoais, desenhos, obras de arte, música são elementos que farão os visitantes mergulharem um pouco nas inspirações e história da criação da identidade têxtil brasileira para decoração.

No ano em que a CASACOR completa 35 anos, vale lembrar que, quando a mostra estreava, foi Attilio quem desenhou a capa do primeiro anuário do evento. Emoldurada, ela pode ser vista na Casa Coral.   

“Está sendo muito emocionante fazer essa homenagem. Criei uma amizade muito afetuosa com o Attilio, que é uma pessoa fascinante. Está sendo realmente um presente. É a primeira vez que assino um ambiente de uma marca e, por ser um apaixonado por cores, essa parceria com a Coral tem sido muito gratificante”, ressalta Salum.

Casa Coral por Marcelo Salum
 O arquiteto Marcelo Salum e o homenageado Attilio Baschera. Foto: João Paulo Oliveira.

Apaixonados pelas artes e pelo Brasil, o paulistano de origem italiana Attillio e o argentino Gregório escolheram caminhar juntos na vida e no trabalho. A união de seus talentos resultava em estampas inesquecíveis, levando a beleza dos cenários tropicais brasileiros para o mundo.

Na década de 1970, eles foram os responsáveis por criar a Larmod, uma loja de tecidos que revolucionou o design têxtil de decoração no Brasil, tirando o foco da Europa e emplacando desenhos inspirados na cultura e raízes brasileiras, principalmente na natureza, fazendo o uso de materiais locais como palha, bambu e plantas tropicais. Eles venderam a Larmod em 1998. Depois, em 2004, abriram a AGain, que perdurou até 2012. A partir daí, eles se dedicaram ao trabalho autônomo para outras empresas.

Paixão por cores 

Assim como a obra de Attilio e Gregório foi baseada em cores, Marcelo Salum apostou muito nelas para compor a Casa Coral, um espaço de cerca de 250 m2 que reproduz uma casa com atelier, lavabo, sala de estar e sala de jantar.

O arquiteto elegeu os seguintes tons para o espaço: Melodia Suave (A Cor do Ano do Colour Futures 2022, o estudo de tendências de cores e comportamento da Coral), Mistério de Oceano, Conto Infantil, Desfile de Carnaval e Calor do Fogo.

Esses tons não foram escolhidos ao acaso: a seleção foi feita a partir da coleção de tecidos que Attilio e Gregório desenharam para a Donatelli, em 2015, em especial as estampas de abacaxi que dão vida a imponentes cortinas. Para revelar as cores do ambiente inspiradas nesses tecidos, o arquiteto utilizou a tecnologia do Coral Color Sensor, aparelho que cabe na palma da mão e é capaz de identificar cores com alta precisão. 

“Há sete anos somos parceiros da CASACOR e, a cada nova edição, vemos como as cores têm ganhado protagonismo em paredes e tetos nos ambientes. Mais do que isso, tem sido apresentada a versatilidade e praticidade das tintas, o poder transformador de cores e efeitos – como o velvet, mármore e o cimento queimado –, que se adaptam aos mais diferentes ambientes e projetos criativos”, afirma Priscila Perez, especialista em Cores da AkzoNobel. “Neste ano tão especial, no qual a mostra completa 35 anos, nossa paixão por cores é brilhantemente compartilhada por Marcelo Salum e também refletida nessa decoração afetiva que é tão a cara dessa dupla referência na estamparia nacional que merece ser reverenciada por todos nós”, completa Juliana Zaponi, grente de Comunicação e Cores da AkzoNobel.

Junto as cores, o acervo da dupla são os bens de maior destaque da Casa Coral, especialmente os desenhos de Attilio e o piano que Gregório tocava suas músicas prediletas – e que será usado em saraus ao longo da mostra.

Além disso, o ambiente é costurado com peças de antiquariato, trazendo esse mood setentista, e até mesmo sustentável, com destaque para a cadeira de resina de Gaetano Pesce (Juliana Benfatti), um pequeno sofá italiano em bambu malaca e palha em desenho chinoiserie (Sentido Cosmopolita), mesas laterais e aparadores Dinucci (Galeira Teo). Além disso, inspiradas na vida dos homenageados, foram criadas duas esculturas em cimento e cristal, intituladas Visão e Criação, pelo artista mineiro Juliano Aguiar.  

E, o que não faltam são inspirações para essa homenagem. Como ponto de partida, o arquiteto apostou na aura da icônica Loja Larmod, principalmente nos arcos (que voltam a ser tendência) e na diversidade de elementos e objetos decorativos que envolviam os clientes há 50 anos.

Chama a atenção a composição do piso e soleiras da Decortiles, que foram criados para acentuar todo desenho dos arcos do ambiente, em conjunto com as molduras da Santa Luzia. O mobiliário, com peças assinadas, foi produzido pela Líder interiores, como a poltrona Samba, do Estúdio Fresa (parceria de Marcelo com o arquiteto Frederico Cruz); o banco Botão, de Ana Neute; o Sofá Tray, da Suíte Arquitetos; o Banco Pino, de José Roberto Moreira Valle; a Cadeira Cuna, do Em 2 Design, e a Poltrona Mimo; do Estúdio Nada se Leva.

O ambiente foi todo criado utilizando essa forma clássica dando ao visitante uma sensação de estar num templo das cores, tecidos e da decoração. O intuito é que as pessoas se deixem levar pela atmosfera do bem-viver e pela autoralidade que apenas as cores podem proporcionar.

Serviços CASACOR

Onde: Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, 2073.

Quando: de 05 de julho a 11 de setembro de 2022

Horário de funcionamento: terça a sábado das 12h às 22h

Domingos e Feriados das 11h às 21h

Bilheteria digital: https://casacor.byinti.com



Comentários

Deixe a sua opinião