100fronteiras: Quem é Jairo Cardoso?

Jairo Cardoso: Sou nascido em Foz do Iguaçu, meu pai é pastor aqui em Foz há 45 anos, minha mãe é servidora municipal. Eu sempre fui uma criança sonhadora, de família humilde e sem vínculo com a política. Tenho 37 anos e possuo licenciatura em história e estou me formando em gestão pública.

100f: Como iniciou na política?

Jairo: Eu entrei para a vida pública no ano de 2012 como conselheiro tutelar. Em virtude da experiência com a música e aulas bíblicas na igreja, eu atendia esse público infanto-juvenil e por isso me serviu como experiência para pleitear a vaga como conselheiro tutelar. Fui eleito. Naquele momento eram três anos o mandato e em 2015 fui reeleito. E em 2019 fui reeleito novamente.

No ano de 2016 eu era filiado ao Democratas e existia a possibilidade de sair candidato. Mas em virtude do contato com outros amigos acabei indo para o MDB. No entanto, por um erro no registro acabei ficando indeferido e não pude assumir.

Sendo assim, continuamos trabalhando para o pleito de 2020 e eu voltei para o Democratas, que se eu tivesse ficado nesse partido já teria sido eleito em 2016.

Mas enfim, chegamos em 2020 e levantamos a bandeira da criança e do adolescente em virtude dos meus três mandatos como conselheiro tutelar. Além das bandeiras de CMEI’s em período integral e contra turno escolar, encaminhamento do jovem ao mercado do trabalho, ou seja, direitos que existem no estatuto. Então fiz a minha campanha voltada as políticas públicas a criança e adolescente e a família como um todo.

Jairo Cardoso vereador
Jairo Cardoso é um dos 15 vereadores eleitos de Foz.

100f: Imaginava que seria eleito?

Jairo: Essa foi uma eleição totalmente atípica, as urnas nos deram um recado muito importante, que querem a renovação. Nós esperávamos a eleição, trabalhamos muito levando as propostas, mas não nos moldes que foi, foi uma grande surpresa mesmo. E a gente com muito orgulho faz parte dessa renovação.

100f: Qual o sentimento em ser eleito?

Jairo: Já na outra eleição eu sempre trabalhei muito com a minha família, amigos, porque não somos uma família tradicional na política, nem tradicionalmente com recursos na cidade.

Eu sou morador do Três Lagoas e assumi um cargo de muita importância, que vejo com muita alegria, porque disputamos com gigantes e se realmente não fosse essa sensação de renovação das urnas, nós não teríamos viabilidade.

Portanto, isso nos traz uma maior responsabilidade e uma tranquilidade, em ver que a população mudou os olhares, que não é aquele olhar financeiro, não é mais aquele olhar só para famílias tradicionais políticas.

100f: O que representa para você a função do vereador?

Jairo: Temos a função de fiscalizar e legislar e vamos cumprir essa obrigação legal de fiscal. Não existe como uma obra pública ser super faturada e o executivo estar ileso e a Câmara estar ausente. No mínimo prevaricou da função.

Então nós queremos fazer valer o papel de legislador, com a oportunidade que nos foi dada. E depois como conhecedor das demandas e usuário dos serviços públicos, nós vamos representar, requisitar, indicar serviços que venham melhorar a vida da população em geral.

100f: Qual será a sua postura na Câmara de Vereadores Jairo Cardoso?

Jairo: Eu tenho uma postura firme. Quero realmente fazer jus a bandeira que levei que é a força da renovação. Então eu quero ter uma postura firme em defesa das nossas propostas de campanha, mas também não quero fazer aquele jogo de hora oposição, hora situação, eu quero manter uma postura coerente.

Aquilo que for de benefício para a população dentro da legalidade nós vamos ficar juntos. Já aquilo que gerar prejuízo para o município, eu tenho compromisso com ele, com o futuro que vou deixar para os meus filhos e por isso serei firme.

100f: Quais projetos você pretende estar debatendo na Câmara de Vereadores?

Jairo: As políticas públicas voltadas as crianças e adolescentes como projetos de profissionalização dos adolescentes, os CMEI’s em período integral, porque hoje só meio período traz muito prejuízo para a família. Uma cidade rica como Foz tem que ofertar um CMEI’s em período integral, porque é de direito.

Outro projeto é a padaria municipal, que nessa pandemia teria ajudado muito as famílias carentes, é um serviço público que existia e foi interrompido e um dos meus trabalhos é lutar para que volte.

Como morador do bairro Três Lagoas vou brigar para reformar a prainha do Três Lagoas, que vai beneficiar a cidade toda. Basta olhar as prainhas da região, são projetos que deram certo e temos que nos basear neles.

Se for preciso ir atrás de parcerias público privadas para poder realmente fazer aquele espaço gerar emprego e renda e ser um espaço de lazer para a população que merece. Não podemos deixar aquele espaço abandonado.

Outra proposta ainda no bairro Três Lagoas é que ele é a porta de entrada da cidade, que recebe mais de um milhão e meio de visitantes e possui a marginal intransitável. Por isso quero indicar que seja feito um portal de entrada na cidade com informações e orientações para os turistas. Claro que é um projeto ousado, mas a longo prazo é possível, então vamos indicar esses serviços para o munícipio.

E sempre estarei a disposição para ser parceiro dos projetos dos colegas, por meio de um mandato participativo, próximo da população.

100f: E para fechar, que mensagem gostaria de deixar?

Jairo: Primeiro quero parabenizar a população que deu um show nas urnas, mostrando e também aumentando a nossa responsabilidade de que a velha política, as velhas práticas vão ser rechaçadas. Quero agradecer especialmente a Deus e a todos os eleitores que torceram e oraram pela nossa candidatura.

E por fim, reafirmo todos os meus compromissos, pela moralização, pela renovação política do nosso município.  E podem ter certeza que o vereador Jairo Cardoso vai trazer orgulho para essa cidade. Eu quero deixar um legado para as futuras gerações e para os meus filhos. Contem sempre conosco.

Patrícia Buche

Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras.

Deixe um comentário

Deixe a sua opinião