Um dos principais eventos de jornalismo e empreendedorismo da América Latina, o Festival 3i, está de volta ao Rio de Janeiro. A 4ª edição nacional acontece de 5 a 7 de maio, na Casa da Glória, na região central da cidade.

O festival reúne mais de 40 profissionais para discutir inovação, sustentabilidade e a potência do jornalismo digital brasileiro e latino-americano. Nomes como o diretor-geral da Fundação Gabo, Jaime Abello; o influenciador Raphael Vicente, fenômeno nas redes com seus vídeos de humor e com mais de 3 milhões de seguidores no Tik Tok; e o jornalista Tiago Rogero, criador do projeto Querino, podcast com um olhar afrocentrado sobre a história do Brasil, e vencedor do Prêmio Vladimir Herzog em 2020, estão entre os convidados. 

Em um formato que combina mesas de debates com workshops e cases de sucesso, o festival discute perspectivas para o novo jornalismo, como o uso de dados e ferramentas tecnológicas; a preocupação com o bem-estar e segurança de profissionais; a adaptação às novas plataformas de distribuição e as novas metodologias de gestão e desenvolvimento.

“O Festival 3i já é referência como festival que mostra o que há de mais inovador no  jornalismo, adianta tendências e traz discussões importantes com ousadia. É um local de encontro e troca de quem está transformando o jornalismo brasileiro. A edição de 2023 chega ainda mais fortalecida pela Associação de Jornalismo Digital, que acrescentou à programação do evento temas essenciais para o ecossistema digital, como a regulação das big techs, os dilemas éticos enfrentados ao empreender no jornalismo e o impacto da inteligência artificial nas redações e no debate público”, afirma Natalia Viana, presidente da Ajor.

O Festival 3i receberá estudantes de jornalismo, jornalistas, influenciadores, empreendedores e o público em geral para três dias de novidades e muita informação. Os participantes receberão certificado. Os ingressos já estão à venda no site: acesse aqui.

O passaporte para os três dias sai a R$ 250 inteira, e a meia entrada a R$ 125. A compra para apenas um dos dias também está disponível, no valor de R$ 150, e a meia entrada a R$ 75.

Outros nomes já confirmados para o evento são a mexicana Alejandra Higareda, fundadora da revista Malvestida, que trabalha a temática feminina de forma moderna e inclusiva; Jordy Melendez, diretor da Factual, organização dedicada a criar e fortalecer redes de mídia e jornalistas na América Latina; David Alandete, jornalista que atuou como editor-chefe do El Pais, correspondente da Casa Branca para o jornal espanhol Diario ABC, e atualmente na Adonde Media, produtora de podcast; o colunista de O Globo e do Estadão Pedro Doria, fundador do Canal Meio; Sérgio Spagnuolo, do Núcleo Jornalismo; Branca Vianna, presidente da Rádio Novelo, produtora especializada em podcasts. A programação completa com palestrantes e horários será divulgada em breve no site www.festival3i.org e nas redes do festival. 

“O evento também marcará o aniversário de dois anos de fundação da Ajor e será um momento de encontro das nossas associadas. Estamos muito felizes de voltar ao Rio para celebrar o jornalismo inovador, inspirador e independente”, ressalta Natalia.

Produzido desde 2017, o Festival já teve três edições nacionais: duas no Rio e uma virtual, durante a pandemia. O 3i também produziu quatro eventos regionais, que discutiram temáticas locais, além dos desafios relacionados à inovação no jornalismo. O mais recente foi na Universidade Católica de Pernambuco, em novembro de 2022.

O Festival 3i é uma realização da Associação de Jornalismo Digital (Ajor). Esta edição conta com patrocínio do Google, Meta, Luminate, Fundação Tide Setubal, Clua (Climate and Land Use Alliance) e produção da Cardápio de Ideias Comunicação e Eventos.

A Ajor 

A Associação de Jornalismo Digital (Ajor) representa mais de 100 organizações brasileiras de jornalismo digital, trabalhando para fortalecê-las institucionalmente. Foi fundada em 3 de maio de 2021, Dia Internacional da Liberdade de Imprensa, por um grupo de 30 iniciativas de mídia de várias partes do país e diferentes eixos de atuação. Entre elas, estavam as organizações responsáveis por criar o Festival 3i de Jornalismo, em 2017.

A Ajor existe para impulsionar o crescimento e o fortalecimento de organizações que lideram a renovação e a reinvenção do jornalismo no Brasil. A entidade atua em três frentes principais: fomento ao empreendedorismo, defesa da liberdade de imprensa e da democracia e promoção da diversidade. 

Comentários

Deixe a sua opinião