(In)segurança hídrica é tema do II Fórum Municipal Água é Saúde em Foz

407

Evento busca apresentar à comunidade as diversas faces do diálogo sobre a temática

Diante do recente rompimento da barragem de rejeitos mantida pela Vale em Brumadinho, os impactos socioambientais de equipamentos exploratórios da mineração voltaram a chamar a atenção no país. Nesta direção, a fim de fomentar diálogos acerca deste e de outros assuntos ligados à segurança hídrica, o Fórum Municipal Água é Saúde chega à segunda edição em Foz do Iguaçu.

Realizado pelo Coletivo Educador Municipal de Foz do Iguaçu (CEMFI), o evento, que é aberto à comunidade, acontece no próximo dia 20 de março, das 19h às 22h, na Sala de Exposição Antônio Cabral de Mendonça, na Fundação Cultural. Quem quiser participar, basta acessar o link https://goo.gl/forms/5kWi8J7izbQGPWQ12 para fazer a inscrição, optando ou não pela emissão de certificado.

Tendo como tema a (In)segurança hídrica e os impactos em nosso dia a dia, a programação prevê palestras com pesquisadores das temáticas relacionadas à água e também com a coordenadora estadual do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Inara Rodrigues Santos. Fazem parte da atividade os professores da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) Dr.º Gustavo Oliveira Vieira, que vai falar sobre Água: Direito ou Mercadoria?, e Dr.º Roberto de Almeida, que vai tratar de Medicina do Estilo de Vida, Salutogênese e Saúde Planetária. E, para encerrar a noite, os expositores farão uma mesa redonda mediada pela Prof.ª Dr.ª Luciana Ribeiro, da mesma instituição de ensino.

Proposta como uma das atividades em alusão ao Dia Mundial da Água (22 de março), de acordo com João Paulo Angeli, gestor do Coletivo Educador e membro do grupo Juventude e Meio Ambiente da Bacia Hidrográfica do Rio Paraná 3 (JMABP3), a ocasião visa sensibilizar e fazer pensar sobre as temáticas socioambientais. “Queremos refletir o que é a segurança hídrica além das barragens, mas também sobre contaminação, mercantilização, acesso ou não à água, e a necessidade de tratá-la como bem comum. A água é, ao mesmo tempo, importante para sobrevivência humana e motivo de tantas disputas e incertezas,” explica.

Segundo Cecília Jeziorny Ribeiro, também gestora do CEMFI e professora do Centro de Educação Ambiental do Iguaçu (CEAI), as demais atividades alusivas que terão apoio da rede serão realizadas na sequência. “Vamos fazer a campanha Corrente do Bem: Minha Atitude Faz a Diferença nas escolas municipais e a oficina de recuperação de nascente por meio do projeto Encontro e Caminhos, em conjunto com a Itaipu Binacional e o Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu,” revela a educadora.

Edição anterior

Na primeira edição do Fórum Municipal Água é Saúde, o CEMFI abordou a necessidade do descarte correto de medicamentos. Como ações, as instituições que compõem o grupo elaboraram campanhas de sensibilização para incentivar a destinação adequada e evitar que as substâncias sejam lançadas no meio ambiente.

Serviço

Evento: II Fórum Municipal Água é Saúde

Data: 20/03/2019

Horário: 19h às 22h

Local: Sala de Exposição Antônio Cabral de Mendonça, na Fundação Cultural de Foz do Iguaçu

Endereço: Rua Benjamin Constant, nº 62 – Centro

Informações: coletivoeducadorfoz@gmail.com

 

 

Reportagem: Derliz Moreno/CEMFI

Imagem: Divulgação




Deixe um comentário