O Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR) e o Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), firmaram, na tarde desta quinta-feira (09), um protocolo de intenções para a realização de ações conjuntas de cooperação institucional.

A ideia é promover um intercâmbio de competências e expertises para o desenvolvimento de projetos que atendam as demandas da sociedade voltados para a ciência, tecnologia e inovação.

A parceria estratégica entre duas instituições busca, por meio da Câmara Técnica de Energia e Sustentabilidade, estabelecer, avaliar e produzir em conjunto novas soluções que vão contribuir para o desenvolvimento econômico territorial do Oeste do Paraná.

O instrumento também visa cooperar com a consolidação do ecossistema de tecnologia e inovação no agronegócio, além de submeter projetos, com alto potencial de crescimento e de impacto social, para entidades de fomento.

O protocolo de intenções foi assinado pelo diretor superintendente do PTI-BR, general Eduardo Garrido e pelo diretor presidente do POD, Rainer Zielasko, durante cerimônia realizada em Toledo, Oeste do Paraná.

Inovação para o desenvolvimento

Durante a sua fala, o diretor superintendente do PTI-BR, enfatizou que, para o Parque Tecnológico, a oportunidade de estreitar os laços com o Programa Oeste em Desenvolvimento é importante para que “cada vez mais tenhamos uma sinergia que vai nos ajudar a movimentar todo o Oeste do Paraná”, afirmou Garrido.

O diretor também falou sobre as quatro grandes áreas de atuação que o PTI atua: agronegócio, energia, segurança de infraestruturas e turismo e em destaque, a energias, temática a qual o Parque passa a fazer parte da Câmara Técnica de Energia e Sustentabilidade.

“É uma área que temos dedicado uma atenção especial, a exemplo projetos em energias renováveis e hidrogênio. Com a nossa participação na câmara temática vamos poder colocar o nosso tijolinho nessa construção que sendo desenvolvida na região”, acrescentou Garrido.

“O nosso objetivo é desenvolver tanto a região oeste, como o Paraná e o Brasil, gerando emprego e renda para que cada vez mais possamos proporcionar bem-estar para a nossa sociedade”, finalizou o diretor superintendente.

Sobre o evento

A oficialização de novas parcerias ocorreu em paralelo ao encerramento do ano de trabalho do Programa Oeste em Desenvolvimento. Diversas instituições também assinaram protocolo de intenções e o ingresso nas câmaras de educação, sanidade agropecuária, conectividade e inovação, ambiente de pequenos negócios, máquinas e implementos agrícolas, infraestrutura e logística.

Foi consolidado ainda, um convênio entre o POD e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Comentários

Deixe a sua opinião