Por meio de uma parceria entre a Coopavel Cooperativa Agroindustrial, o Parque Tecnológico Itaipu – PTI Brasil, ExoHub, Claro, Fundetec e outras instituições, foi lançado oficialmente, na tarde da quinta-feira (10), durante a 34ª edição do Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR), o Espaço Impulso, que nasce com a missão de se tornar um hub nacional do agronegócio, conectando startups, indústrias do setor, academia e investidores.

O Espaço Impulso é um Living Lab (laboratório vivo de inovação) para o agronegócio, onde instituições poderão testar e validar novas tecnologias e modelos de negócios, ampliar networking e interagir com o mercado, resolvendo demandas reais. Instalado numa área de 400 metros quadrados, no antigo auditório do Show Rural Coopavel, o Espaço contará, ainda, com uma área de 720 mil m² que será transformada em fazenda digital, para o desenvolvimento de soluções inovadoras e disruptivas para o agro.

Segundo os idealizadores, o Espaço Impulso é um ambiente perfeito para estabelecer conexões e gerar novos negócios impulsionados por infraestrutura de conectividade IoT, utilizando as tecnologias e dispositivos 4G e 5G.

Conta com espaço experimental sandbox para testes de validação de soluções e tecnologias autônomas, como drones, veículos e equipamentos diversos; demonstração de tecnologias inovadoras; geração de conhecimento, formação e capacitação de inovadores, criação e aceleração de startups.

Além disso, o Espaço Impulso ofertará internet, café, estações coworking, salas de reuniões e salas privativas, para startups e empresas interessadas em se conectar com o movimento de inovação do agronegócio.

Agro mais inovador

De acordo com o diretor superintendente do PTI-BR, general Eduardo Garrido, o Espaço Impulso pretende fazer a transformação digital do agronegócio.

“Será a oportunidade de unir o empreendedor, o jovem universitário que tem uma ideia, as empresas e os pequenos e grandes produtores rurais para a realização, ao longo de todo o ano, de testes e validações de tecnologias que serão usadas daqui para a frente no agronegócio, para contribuir no desenvolvimento da região oeste do estado do Paraná e do Brasil”, afirmou. “Isso vem ao encontro da nossa função como Parque Tecnológico, que é trazer a tecnologia para auxiliar na geração de emprego e renda, resultando na melhora da qualidade de vida da sociedade”, disse.

O diretor de Coordenação da Itaipu Binacional, general Luiz Felipe Carbonell, afirmou que o Parque Tecnológico está dando um passo importante dentro do objetivo de buscar a inovação.

“O Espaço Impulso é extremamente relevante para o agronegócio do estado e do Brasil, demonstrando que os objetivos do PTI e da Itaipu são claros na busca pela inovação e novas tecnologias”, destacou.

Para o presidente do Show Rural Coopavel, Dilvo Grolli, a partir desta data, o campo está sendo transformado em campo digital.

“As ideias e dificuldades que os produtores rurais possuem vão ser transformadas em novos produtos que vão melhorar a produtividade, promover o desenvolvimento tecnológico das propriedades e impulsionar a agricultura não só no Show Rural, mas em todo o Brasil”, ressaltou.

O superintendente de Inovação do Governo do Estado do Paraná, Marcelo Rangel, representando o governador Ratinho Júnior, considerou o espaço “uma ideia espetacular” e disse que a inauguração representa um novo ciclo de desenvolvimento na área da inovação no Brasil. 

“Estamos fazendo do estado do Paraná um celeiro da inovação do agro para o país. Não temos dúvida nenhuma de que a região Oeste vai ter reconhecimento nacional e até mesmo internacional, assim como o trabalho do PTI em Foz do Iguaçu”, comentou. 

Parceria Fundetec

Durante o cerimonial de inauguração do Espaço Impulso, ocorreu também a assinatura de um protocolo de intenções com a Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Fundetec), para o desenvolvimento de ações relacionadas às temáticas de atuação do Laboratório.

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, 2,8 bilhões de MWh. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de aproximadamente 8% de toda a energia consumida pelo Brasil e aproximadamente 85% do Paraguai.

Comentários

Deixe a sua opinião