Conexões, negócios, networking são, sem dúvida, as palavras que definem a programação do Espaço Impulso, no Show Rural de Inverno Coopavel, em Cascavel. O evento durou 3 dias e foi repleto de informações voltadas para a transformação digital do agronegócio. Assim, no Espaço, especialistas apresentaram painéis e palestras, além disso também aconteceu a formalização de parcerias entre as diversas empresas interessadas nas possibilidades do agronegócio.

As atividades tiveram como propósito o compartilhamento, debate e divulgação de soluções tecnológicas e de inovação para o setor. Além disso, empresas, cooperativas, universidades, startups, entre outros atores do ecossistema de inovação e empreendedorismo, também buscaram promover conexões e oportunidades de novos negócios.  

Todas as ações aconteceram visando transformar a realidade da agricultura, com o desenvolvimento de soluções e ferramentas cada vez mais eficientes, sustentáveis e dinâmicas. E, ao mesmo tempo, melhorando a eficiência dos processos produtivos para garantir segurança alimentar e sustentabilidade. 


Empreendedorismo no Agro

Créditos imagens: Jeferson Alcantra/PTI

Segundo o diretor superintendente do Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR), general Eduardo Garrido, atenta às tendências nacionais e mundiais, a instituição tem concentrado seus objetivos no apoio à promoção de soluções sustentáveis e tecnológicas para o agro do futuro. “Contribuímos com a busca e o desenvolvimento de tecnologia para vencer os principais desafios do setor, avançando no campo de forma sustentável. Por isso, investimos constantemente em pesquisa, inovação e conhecimento”. 

Nesse sentido, o diretor superintendente avaliou o evento de forma positiva: “Foi uma oportunidade de aproximação, conexão e realização de novas parcerias”, complementou Garrido. 

Para o diretor de negócios e inovação, Rodrigo Régis, o empreendedorismo inovador é peça chave para a evolução do agro. “Estimular ideias inovadoras no campo, apoio às startups e ao empreendedorismo de base tecnológica refletirá no futuro, não só no aumento da produtividade, mas também na geração de emprego, renda e mais inovação no campo”, destacou. O diretor complementou que “A programação desenvolvida no Espaço Impulso contribuirá com a cooperação e a evolução das estratégias de inovação para o agro”. 

Confira como foi todo o evento

Créditos imagens: Jeferson Alcantra/PTI

O primeiro dia do evento (23), começou movimentado no Espaço Impulso. Já no início da manhã foram formalizadas cinco parcerias, sendo elas com a Lar, Frimesa, Cocriagro, Copagril e o Parque Científico e Tecnológico (Cientech). Duas palestras também marcaram a programação do dia: “O grande salto de produtividade: tecnologia Irriluce, suplementação luminosa outdoor” e “DJI Agriculture: soluções inteligentes”. As startups Métrica, Daga Agrinavi, Avant, Termoplex, Avetools e Village Meta também tiveram oportunidade de fazer pitches nos quais apresentaram suas soluções para o público. 

Na quarta-feira (24), segundo dia de evento, o Espaço Impulso sediou a 43º reunião ordinária do SRI Iguaçu Valley. Esse movimento atua por meio da governança regional e municipal, com objetivo de fomentar o ecossistema de inovação do oeste. Durante a tarde ocorreu um importante debate sobre “Como difundir a cultura de investimento em inovação”. E, dessa forma, buscaram desmistificar a cultura do investimento no Agro diversas figuras importantes da área. Entre os quais pode-se destacar o gerente do Centro de Empreendedorismo do PTI-BR, Regean Gomes; o presidente da Iguassu Angels, Taiuska de Lima; o diretor de expansão global da ExoHub, Michel Costa; o gerente geral da Brasil Plug and Play Tech Center, Paulo Eduardo Padula; a Investiment Associate na Honey Island Capital, Hida Maria Lambros e o Investiment Associate no Biopark, Eduardo Rossoni Pydd.  

Quinta-feira (25), também houve duas palestras no Espaço Impulso, uma sobre “Salesforce com o Agronegócio”, com Kaique Cirto e outra com o palestrante Frederico Bittencourt Guerra sobre o Metaverso. A programação seguiu com um painel com gestores de TI sobre a “TI como base para a transformação do negócio”. Participaram da atividade o gerente de Tecnologias Abertas e IOT do PTI-BR, Willbur de Souza; o CEO e Fundador da Brasil Soberano, Andrei Deuschle; o CIO da Coamo, Ailton de Almeida Queiroz; a CIO da Cocamar, Paula Cristins Agulhas Rebelo e o diretor executivo da Constel, Donizete José Diniz. 

Para fechar com sucesso a agenda da semana, o PTI-BR, a Brasil Soberano, a Coopavel e a Fundetec assinaram protocolo de intenções. Esse protocolo busca fomentar o movimento de promoção e aceleração da transformação digital nas temáticas smart city e smart agro em Cascavel/PR. Dessa forma, com ações coordenadas de sensibilização, conexão e desenvolvimento de soluções tecnológicas, busca-se tornar os empreendimentos mais seguros, eficientes, lucrativos e sustentáveis. Resultando, então, em um ambiente colaborativo para desenvolver startups e negócios relacionados às temáticas e no apoio mútuo para o acesso às respectivas instalações, além da organização conjunta de atividades relacionadas. 

Comentários

Deixe a sua opinião