É sempre triste perder um amigo. Ainda mais triste é perder uma figura pública e emblemática, que teve uma grande contribuição para a sociedade. Assim foi Gilberto Amaral. Jornalista e colunista social, sendo um dos mais respeitados do Brasil, e Presidente de Honra da FEBRACOS. Ele nasceu em Minas Gerais, em São Sebastião do Paraíso, e se mudou para Brasília em 1960 a convite do Juscelino Kubitschek. Segundo o Portal Jornal de Brasília, Gilberto tinha boa relação com diversos presidentes da República, como Fernando Collor e Costa e Silva. Também conheceu a rainha Elizabeth. Em uma visita da monarca a Brasília, todos os repórteres presentes se organizaram em filas para beijar a mão da rainha.

O jornalista publicava suas colunas no Jornal de Brasília, com informações em primeira mão sobre política e outros temas. Sempre foi muito ativo e se aposentou apenas no ano passado. Gilberto Amaral faria 88 anos no próximo dia 17 e faleceu ontem (12) a tarde após problemas de saúde relacionados a uma queda em sua casa. Ele estava internado na UTI de um hospital particular de Brasília há algumas semanas e acabou não resistindo. Ele deixa a esposa Mara Amaral, com quem foi casado há mais de 60 anos, além dos filhos Rodrigo, Bernardete e Marcelo Amaral.

Congresso da FEBRACOS e a passagem por Foz do Iguaçu

No mês de agosto de 2010 foi realizado em Foz do Iguaçu o 19º Congresso da FEBRACOS (Federação Brasileira das Associações de Colunistas Sociais). A diretora da 100fronteiras Lilian Grellmann, que faz parte da Federação, recepcionou o jornalista Gilberto Amaral e mais 200 profissionais da comunicação na cidade, sendo a anfitriã do evento em Foz do Iguaçu. O evento teve grande repercussão a nível nacional. Ela lembra que na época ele tinha programa de TV em Brasília e a entrevistou para o canal em frente as Cataratas do Iguaçu. Ele e a família ficaram hospedado no Hotel das Cataratas (Hotel Belmond)

Gilberto Amaral, Lílian Grellmann, Vera Martins e Moacir Benvenutti no Congresso da Febracos em Foz do Iguaçu

Cerca de 200 renomados colunistas sociais e jornalistas participaram desse evento, além celebridades e personalidades de toda a federação. O encontro nacional foi realizado durante quatro dias bem intensos, onde os participantes conheceram os diversos pontos turísticos, além da Argentina e do Paraguai. Foi considerado o melhor já organizado em toda a história da FEBRACOS. Em agosto de 2010 Foz do Iguaçu foi transformada na capital do colunismo social. Na época, todo o trade turístico da cidade participou do evento durante os quatro dias e promoveu o Destino Iguassu para todo o país. Através dos profissionais que estiveram na cidade, o encontro teve uma ampla repercussão em seus espaços de mídia impressa e digital enaltecendo as belezas naturais de Foz do Iguaçu, bem como a infraestrutura da hotelaria e a rica gastronomia da nossa Tríplice Fronteira!

  • Febracos 2010



Formada em Jornalismo na UDC e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas na Unila, atualmente é jornalista da 100fronteiras e recentemente conquistou pela 100fronteiras o primeiro lugar no 1º Prêmio Faciap de Jornalismo.

Comentários

Deixe a sua opinião