Nascido em Santo Augusto, RS, Eucárdio De Rosso, 78, está completando este ano 60 anos de atividades na escrita, tendo começado em 1962 com um pequeno livro de poesias gauchescas intitulado Retalhos dos Pagos, que foi reeditado recentemente com o acréscimo de dois pequenos dicionários gauchescos, denominado Dialeto Macanudo. Formado em Jornalismo e Direito e com especialização em Letras, o autor já publicou mais de 30 livros em sua longa carreira. Iniciou com poesias e hoje se dedica às crônicas, com oito livros desse gênero, abordando os mais diferentes assuntos. Desde um simples prego ou parafuso, até uma exploração e elucubração filosófica ou cósmica, tudo é assunto para um observador do quotidiano.

BIBLIOGÊNESE

Como diz na apresentação de suas obras, denominada Bibliogênese “alguns livros tiveram edições de mil exemplares, outros de 500, alguns de menos exemplares; porém, todos foram divulgados, publicados com ISBN, com sessões de autógrafos diferentes, com algumas exceções de dois ou três que são inéditos.

Cada um teve sua história particular, sendo impresso de maneira variada, com patrocínio ou não, venda antecipada e enviado pelo correio. Várias modalidades de comercialização foram usadas. Alguns deles tiveram registros na imprensa, em jornais ou revistas especializadas, sendo lançados “sem alarde”. Bibliogênese, é o mesmo que origem dos livros, de gênese, de génos = nascimento e biblós = livro, igualmente do grego; portanto, esta história representa atos e fatos referentes “ao nascimento e distribuição de minhas obras”.

PRIMEIRO LIVRO REEDITADO

Trata-se de Retalhos dos Pagos, de 1962, agora acrescentado de Dialeto Macanudo, dois pequenos dicionários. “Essa foi a minha primeira obra.  Eu tinha apenas 15 anos e cursava a 4ª série do Ginasial. Considerando a época e a idade, é um texto simples e despretensioso, próprio da adolescência e do tempo. Era ainda uma época do vanglorismo gauchesco, recém começando a aparecer com a criação dos CTGs e o surgimento de poetas e escritores regionalistas”.

 O livrinho tinha 55 páginas e a capa em preto e branco, sem ilustrações. Sem espírito inovador e caráter de projeto acabado, era mais uma manifestação juvenil do autor, que recém começava a dar seus primeiros passos na escrita, baseada na convivência com gaúchos e não gaúchos, em um internato masculino localizado em Vale Vêneto, interior do RS.

Livros de Eucárdio De Rosso

O machismo, a valentia, o espírito de luta, próprios do gaúcho, em suas revoluções, tal como a Guerra dos Farrapos, que durou 10 anos; a de 1923, onde atuaram ximangos e maragatos e a de 1930, que derrubou a República Velha, mantinham o comportamento gaudério forte e briguento, como marca rio-grandense. Claro que hoje em dia as coisas mudaram, não há tanto mais esse clamor revolucionário; o gaúcho valentão deu lugar a um ser mais comedido e social e essas peleias reais deram lugar a uma oratória sempre imponente, porém mais pacífica e integrativa.  Mas, não mexam na alma gaúcha, como diz o verso. Se for preciso ir à luta, ele veste a indumentária e vai pelear pelos campos com as novas armas da sabedoria e da palavra.

A ideia de reeditar este livro é provar quando tudo começou: a escrita do primeiro livro, como o princípio de uma saga de esforço e vivência na literatura, começando pelas manifestações nativas da terra natal, mais simples e ponderadas. O primeiro dicionário também feito à época, pesquisando a fala entreouvida dos gaúchos e a consulta de cabo a rabo (de A a Z) ao dicionário Aurélio, há quase 60 anos atrás.  O segundo, mais recente, já usou a pesquisa bibliográfica existente nas bibliotecas.

CONSCIENCIOLOGIA

O autor publicou alguns livros da área da Conscienciologia, na qual foi voluntário por muitos anos, tanto em Porto Alegre, como em Foz do Iguaçu. Esses livros foram Consciência em Evolução, O Outro Lado do Arco-íris. Mais recentemente, Neopensatas Evolutivas,  Comunicar-se e Cosmoeticologia  (pela Editares, editora oficial). Igualmente, são de sua produção dois pocket books com os títulos de Consciência Política e Consciência Cosmoética, na mesma linha, (em edições próprias), que analisam esses dois temas a política e a ética maior.

AMOR INCONDICIONAL

Outra reedição recente é um poema de 1999, denominado Amor Incondicional, com 44 páginas e valores morais e poéticas válidos até hoje, motivo de sua republicação. Este livreto teve a apresentação feita por Roseanah França, esposa do autor, referindo-se à obra como “uma senha para entrar em contato com a melhor parte que existe dentro da gente, um poema único, em nove partes, nove cadências, nove surpresas dos versos curtos, delicados e cheios de significado”, e ainda “inspirado em suas origens italianas, alguns versos vão remeter a Dante Alighieri, no Paraíso,  sendo um regalo para que amemos, minha gente”.

Livros de Eucárdio De Rosso

LIVROS DE CRÔNICAS

METAS E EDIÇÕES

Perguntado sobre projetos e metas, Eucárdio afirma que continua a ler, escrever e revisar livros. Possui sua própria editora SCRIPTORIA e pretende lançar em breve mais uma coleção de crônicas em um livro de mais de 300 páginas – Obras Completas – com uma seleção dos principais textos,  publicados ou não, mantendo a técnica de “nenhum dia sem escrito”.

Livros de Eucárdio De Rosso

Publica diariamente suas crônicas no Facebook. Nessas publicações, são enfocados assuntos os mais diversos, como curiosidades, palavras cruzadas, rememorações da infância e de sua terra. Além disso, divulga conhecimentos e  cultura como um refrigério para alma e um modo de manter viva a mente em um corpo são.  Para o autor, “literatura antecipa a vida, sendo sua principal tarefa aprender e compreender a si mesmo”.  Qual o objetivo de tudo isso? Ajudar as pessoas, esclarecer e divertir. Afinal, todos merecem ser felizes. “É a missão de nossa existência, trazer o amor para a Humanidade, tão desejosa de harmonia, paz e prosperidade”. E conclui, “adquirir conhecimento e novas sinapses. Crescer, evoluir, agradecer, sonhar e sorrir”.

LISTAGEM DE LIVROS ESCRITOS PELO AUTOR, ESTANDO ALGUNS NA ESTANTE VIRTUAL E NA AMAZON. A MAIORIA ESGOTADA:

1. Retalhos dos pagos: poesias gauchescas. Santa Maria: Pallotti, 1962.

2. Verso Vário: poesias. Porto Alegre, do Autor, 1971.

3. Muito Antes pelo contrário: crônicas. Lisboa: União Gráfica, 1975.

4. Árvore de pedra: contos e crônicas, Porto Alegre: do Autor, 1979.

5. Eletroencefaloeucardiografia: crônicas, Porto Alegre: do Autor, 1982.

6. E eu com isso? crônicas. Porto Alegre: do Autor, 1989.

7. Consciência em evolução: poesias metafísicas. Porto Alegre: Alcance, 1990.

8. Inexplicável ternura: poesias. Porto Alegre: Caravela, 1992.

9. Do outro lado do arco-íris: poesias metafísicas. Porto Alegre: Caravela, 1993.

10. Verso e reverso: poesias populares e regionalistas. Porto Alegre: do Autor, 1993.

11. Palavras de urdidura: crônicas. Porto Alegre: Caravela, 1997.

12. Amor Incondicional: poesias, Porto Alegre: Pangraf, 1999.

13. Os caminhos da montanha: Londrina: Universalista, 2002.

14. Saudações sintagmáticas: crônicas. Porto Alegre: Pangraf, 2002.

15. Tenho escrito! poesias. Porto Alegre: Pallotti, 2003.

16. Retomando a palavra… o fio da meada: crônicas. Porto Alegre: Caravela, 2007.

17. História e fatos da família Derosso no Brasil: genealogia. Porto Alegre: Caravela, 2009.

18. Crônicas re-unidas: crônicas (2012). Disponível em: http://www.emooby. com.

19. Neopensatas evolutivas: pensamentos. Porto Alegre: Exclamação, 2014; São Paulo, Biblioteca 24horas, 2015.

20. Comunicar-se: vivências de um comunicador. São Paulo: Biblioteca 24 Horas, 2015.

21. Cornucópia da Palavra. São Paulo: Biblioteca 24 Horas, 2015.

22. Profissão: Estudante (novela). Inédito.

23. Stampede: O Estouro da Boiada (roteiro). Inédito.

24. Sincrônicas Crônicas. São Paulo: Biblioteca 24 Horas, 2018.

25. Consciência Política. Foz do Iguaçu: Comunique Pocket, 2018.

26. Consciência Cosmoética. Foz do Iguaçu: Comunique Pocket, 2018.

27. Verba Latina. Léxico e artigos. Foz do Iguaçu: Scriptoria, 2019.

28. Cosmoeticologia: em 500 citações. Foz do Iguaçu: Editares, 2019.

29. Verba Latina: frases latinas, Curitiba: Scriptoria, 2019.

30. Dialeto Macanudo, dicionário. Curitiba: Scriptoria, 2019.

31. Artigos Indefinidos, artigos. Curitiba: Scriptoria, 2020.

32. Quotidianamente: crônicas. Curitiba: Scriptoria, 2020.

33. Retalhos dos Pagos + Dialeto Macanudo. Curitiba: Scriptoria, 2022.

Endereço do autor: eucardiod@gmail.com

Espaço Institucional.

Comentários

Deixe a sua opinião