Gran Meliá Iguazú proporciona uma experiência inesquecível aos hóspedes

703

Por: Annie Grellmann

Fotos: Annie Grellmann e Divulgação 

Luxo. Essa é a primeira palavra que me vem à cabeça quando penso em começar a escrever este relato sobre como foi minha experiência no Gran Meliá Iguazú. Olha que já escrevi sobre muitos hotéis, mas esse realmente me encantou com um toque especial. O luxuoso hotel de cinco estrelas desperta os cinco sentidos. Quase todo lugar tem vista para nada mais nada menos do que as Cataratas do Iguaçu. Logo ao adentrar o lobby, a visão de uma das Sete Maravilhas da Natureza nos faz já fotografar com os olhos o local.

Era por volta das 15h de um sábado quando eu cheguei ao saguão. Fui recebida pela Nadia, que na ocasião era a hostess do Red Level que me encaminhou para a sala VIP do local, onde fiz o check-in. Durante a conversa, ela foi explicando-me como funciona o hotel, horário do café da manhã, trilhas para ir às Cataratas do Iguaçu (lado argentino). Ah, disse-me também para fechar bem a sacada, pois ali é habitat de macaquinhos – espertos – que abrem a pesada porta se você distrair-se e pegam as comidas – sem brincadeira!

Logo, fui encaminhada à minha habitação, localizada no terceiro piso. E a vista do quarto? Para as Cataratas do Iguaçu! Pensei em como seria difícil sair daquela cama, na qual você se deita e fica deslumbrando aquelas águas. [foto cama vista]

Porém, como o dever chamava – afinal eu estava escrevendo uma matéria –, tive de ir para a minha sessão de massagem no Spa Yasi, que significa “Deus da Lua” em guarani. Lá tive uma massagem relaxante da cabeça aos pés por 50 minutos. Passado esse tempo, renovada, fui então aproveitar a piscina interna de hidroterapia. Como o dia estava nublado, aquela água quentinha com as hidros fez toda a diferença.

Depois fui até o quarto pelo corredor. Conforme caminhava, sentia o segundo e o terceiro sentido. No hotel tocam músicas em diferentes partes, o que faz o hóspede “viajar” para longe respirando o aroma exclusivo da marca Gran Meliá.

 

Red Level

Logo fui aproveitar meu benefício de Red Level – que tem vista para onde nem preciso falar mais – e tomar um espumante merecido daquele lugar! Enquanto eu degustava minhas bebidas premium e comia os variados snacks, que mudam conforme o horário, Nadia – minha solícita hostess particular – ia respondendo a todas as minhas questões. Ali sentia o quarto sentido, que é o tato, o serviço dos colaboradores para com os hóspedes.

Todos os quartos do terceiro andar com vista pras Cataratas do Iguaçu e as suítes também, assim como membros platinum do Meliá Rewards – programa de recompensa da rede – têm direito à área VIP do Red Level. Todas as bebidas premium daquela sala, como espumantes, vinhos, cervejas, águas, refrigerantes e sucos, estavam inclusas das 11h até as 20h, além de sneaks. Assim como há dois hosts pessoais que ficam 24 horas por dia ao seu dispor – por exemplo, se você precisar de algum passeio ou se a pessoa estiver hospedada na suíte e quiser que a banheira seja cheia em tal horário.

Meliá Rewards

Com o programa de fidelização do Meliá Hotels International você desfruta vantagens e ofertas exclusivas. Pertencer à Meliá Rewards é garantir pontos, surpresas e descontos. Você pode obter e trocar os pontos de mil maneiras. O programa possui quatro níveis básicos: White, Silver, Gold e Platinum. Conforme você vai subindo de nível, pode aproveitar mais vantagens exclusivas.

Uma visita inesperada

Era de noite, hora de me arrumar para sentir o quinto sentido do dia, o paladar! E claro que encontraria isso no restaurante do hotel, onde cada produto é elaborado com ingredientes de qualidade. O cardápio acaba de ser reformulado, então experimentei alguns pratos, típicos de um local padrão cinco estrelas.

Após aquele jantar maravilhoso, era momento de dormir. Subi até o meu quarto no terceiro andar e saí na sacada para ouvir o barulho das quedas d’água. Assim, dormi como no céu.

Acordei cedo, com um ruído. Lembra que no começo deste texto eu escrevi sobre a Nadia alertando-me sobre os macacos? Na hora de dormir, esqueci-me de trancar a varanda. E quem me visitou de manhã? Dois deles, que saíram com “lembrancinhas”.

Passado o susto, e o momento de fofura – ao avistar dezenas deles caminhando pelas varandas –, era hora de experimentar o café da manhã. E que banquete! Todos os produtos de altíssima qualidade. Eles servem até, pasmem, espumante no café da manhã. Claro que tomei uma Mimosa, pois ia dar uma caminhada até a Trilha das Cataratas.

O restaurante do hotel, assim como o bar e o spa, é aberto ao público, portanto não é preciso estar hospedado. Aos domingos tem um brunch, das 11h30 às 15h30.

O lugar para estar

Fiz a trilha inferior, que fica bem próximo do hotel, pois queria voltar logo para desfrutar a piscina – que tem borda infinita, com vista para as quedas. É o “The place to be” do hotel, e foi ali, junto aos outros hóspedes, onde passei maravilhada toda a tarde. E o lugar para estar, pude constatar, é vivenciando tudo que o hotel tem para proporcionar.

Foi uma experiência maravilhosa desde a chegada até a saída. Já dá pra voltar?

Spoiler

O spa está sendo todo remodelado para criar uma experiência única na Tríplice Fronteira.

No fim de maio será inaugurado o Rooftop do hotel, que contará com drinques e DJs às quintas-feiras, sábados e domingos, nos finais de tarde (acesso ao público de fora).

E muito mais! Fiquem ligados nas outras edições da 100fronteiras.

 

Faz acontecer

Um dos responsáveis pelo sucesso total do empreendimento é o gerente-geral Mynor Espinoza, que trabalha na companhia Meliá Hotel Internacional há 20 anos. Trabalhou na marca Me, que é mais contemporânea; na Meliá – grand turismo; e agora está na Gran Meliá – luxo. Mynor começou como auxiliar contábil.

Gerente-geral Mynor Espinoza

“Desde que coloquei o primeiro pé no hotel, meu objetivo de carreira profissional era ser o gerente-geral de um hotel”, contou ele, que foi crescendo dentro da rede, de gerente de Alimentos e Bebidas no Meliá San Lucas a diretor de Alimentos e Bebidas no Me Cancun, bem como gerente residente no Me Cabo. Em 2017 foi chamado para ser o gerente-geral do Gran Meliá Iguazú, onde está desde outubro de 2017. “Fizemos um trabalho muito importante com as pessoas, em serviço, detalhe… viver uma experiência diferente. Fazer o cliente sentir uma mudança da marca que tinha antes”, disse, falando sobre quando a Rede Meliá assumiu o Hotel das Cataratas no lado argentino.

Perguntei a ele quem é Mynor Espinoza, o qual logo me respondeu: “Uma pessoa empreendedora, criativa, encantado com inovação. Busco trabalhar muito perto com meus colaboradores”. O gerente contou ainda que se compara com uma equipe de futebol, da qual prefere ser o capitão e dirigir o time dentro da quadra.

E é assim, com honestidade e humildade, que faz com que toda a equipe jogue junto. Disse ainda que anda sempre a 200 km/h, pensando, inovando e criando. Tudo para proporcionar experiências e momentos memoráveis para os hóspedes.

 

Serviço

Gran Meliá Iguazú

Endereço: Parque Nacional Iguazú, Puerto Iguazú, Misiones, Argentina

Telefone+54 3757 49-1800

Contato para reservas:

hostess.melia.iguazu@melia.com

melia.iguazu@melia.com



Formada em Jornalismo (UDC) e pós-graduada em Relações Internacionais Contemporâneas (Unila), atualmente é jornalista e editora na Revista 100fronteiras.


Deixe um comentário